Samu visita escolas para engajar crianças e reduzir número de trotes

Cerca de 20% das ligações são trotes e quase todos feitos por crianças
Equipe do Samu nas escolas de SS (Foto: PMSS/ Divulgação)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de São Sebastião implantou esta semana o projeto “Samu nas Escolas”, com o objetivo de sensibilizar as crianças e a comunidade escolar sobre a importância e as finalidades do serviço de emergência, sua forma correta de utilização e os riscos do trote para o sistema. Foi identificado que 80% dos trotes são feitos por crianças.

De acordo com o Samu, essas ligações geralmente acontecem nos horários de maior demanda, principalmente de acidentes automobilísticos, congestionando o sistema 192, dificultando e atrasando o acesso dos pacientes que realmente necessitam de auxílio, além de, muitas vezes, resultarem no envio de ambulâncias e equipes desnecessariamente, em função de chamados falsos não detectados durante a fase de triagem.

O programa foi colocado em prática pelo Núcleo de Educação em Urgência (NEU) do Samu através de seu corpo de instrutores e funcionários do próprio serviço, que realizam as atividades nas escolas públicas do município. O projeto conta com uma viatura equipada e montada como uma ambulância de atendimento normal, além disso, alunos são reunidos no pátio da escola para um “bate papo” com a equipe de emergência, trocando informações e sanando dúvidas sobre o serviço que é prestado à comunidade.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário