Ambiental apreende 18 ton de tainha e pescadores são multados em R$ 10 milhões

Pesqueiro não possuía autorização e estava em área de proteção ambiental
Embarcação estava com pescados no porão (Fotos: Ambiental/ Divulgação)

Por Fernanda Veiga

Um barco pesqueiro de grande porte foi flagrado ao norte de Ilhabela pescando tainhas em grande quantidade, dentro da Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Norte (APAM- LN), setor Maembipe. O carregamento de tainhas, pesando aproximadamente 18 toneladas, foi apreendido e doado às prefeituras municipais da região, instituições beneficentes e comunidade carente de Ilhabela.

A ocorrência foi registrada por policiais militares da Companhia de Policiamento Ambiental Marítimo (CiaMar), durante operação conjunta do Ibama, Defesa Civil e Parque Estadual de Ilhabela no combate a pesca irregular e predatória.

Foi feita a abordagem e vistoria da embarcação com 14 tripulantes e verificado que possuíam autorização apenas para a pesca de sardinha, contrariando a lei vigente. 


População aguarda doação da tainha em Ilhabela (Foto: Divulgação)
De acordo com o comandante da 3° Cia da Polícia Ambiental, tenente Anderson Pelegrine, devido a grande quantidade de peixes para retirar do porão da embarcação, a operação, que teve início na segunda-feira (25)  prosseguiu até a amanhã desta terça (26), em um esforço conjunto com a Polícia Militar para a pesagem, separação e distribuição.

A embarcação “Ferpesca” e todos os pescadores são do município de Angra dos Reis (RJ). Eles  foram autuados em R$ 721.400,00 cada, totalizando R$ 10.099.600,00 em multas pelo crime ambiental, mas responderão ao processo em liberdade. A embarcação e rede utilizada no crime ambiental também foram apreendidas.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone (12) 3842-0123.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário