Seleção Paulista de Vôlei convoca craque sabastianense de 18 anos

Matheus Procópio de Moura está na lista dos 12 melhores atletas do Estado
Matheus Procópio começou a jogar na Escolinha Municipal (Foto: PMSS/ Divulgação)

O atleta sebastianense Matheus Procópio de Moura, 18 anos, foi convocado para participar da Seleção Paulista de Vôlei. Seu nome está na lista dos 12 melhores atletas do Estado.

Sua vida no esporte teve início quando ele tinha apenas cinco anos, nas escolinhas da Secretaria de Esportes de São Sebastiçao, na Enseada (Costa Norte da cidade), com o professor Fernando Flávio de Carvalho. Logo em seguida, passou a treinar também com o professor Milson Pereira da Silva Junior.

O jovem já foi campeão da Liga de Voleibol do Vale do Paraíba e Litoral Norte (Livovali) sub-12 e sub-14 em 2012; campeão do Pré-Olímpico sub-13 em 2013, e agora campeão de vôlei de praia na fase regional dos Jogos Abertos da Juventude 2018.

“Fui influenciado pelo meu irmão que já jogava. Em 2007 vieram duas conquistas, um ouro e um bronze, no meu primeiro festival de voleibol. Em 2010, com apenas 10 anos, pude ver que o vôlei era realmente meu esporte. Neste ano pude jogar e conquistar títulos e troféus para minha cidade”, contou Matheus, que foi destaque do campeonato da Livovali, quando jogou em duas categorias acima da sua. No mesmo ano, o atleta ganhou quatro troféus de destaque individual, sendo eles: melhor passe, melhor ataque, destaque do campeonato e a conquista do ouro.

Em 2013 foi convidado para compor a equipe profissional de São Caetano do Sul. “Quando recebi este convite fiquei muito feliz, pois sabia que todo esforço valeria a pena e que tudo que passei seria uma recompensa lá na frente. Então conversei com meus pais e fui seguir minha vida, porque era o que realmente queria”, lembrou.

Já em São Caetano em 2014, Matheus conquistou o segundo lugar no Campeonato Paulista. Em 2015, ainda em São Caetano, sentiu o gosto de vencer um Campeonato Paulista e conquistar o primeiro lugar. No mesmo ano veio a primeira convocação para a Seleção Paulista. “Quando soube dessa notícia foi incrível, sem palavras. Fomos para o Campeonato Brasileiro de Seleções e ficamos em terceiro lugar”, disse.

Já no ano de 2016, Matheus sofreu sua primeira lesão, no joelho esquerdo, e pensou em desistir do esporte. O problema era sério, rompimento de ligamento cruzado, artrose e afrouxamento do ligamento colateral. “Passei por uma cirurgia e fiquei seis meses fora de quadra. Sabia que teria que me recuperar e ficar bem para voltar com tudo. Foi quando no final de 2016 consegui voltar e jogar os playoffs do campeonato e conquistei o segundo lugar da série prata com todo esforço”, contou.

Em 2017 Matheus mudou de equipe e foi para Mauá, onde ficou por alguns meses, até ser convidado para jogar em Ponta Grossa no Paraná, onde ganhou mais experiência.

Enfim chegou 2018 e a convocação para a Seleção Paulista. “Sou muito grato a todas as pessoas que ajudaram isso tudo a acontecer. Só tenho a agradecer meus pais por tudo, pelos momentos e decisões difíceis. Quero seguir carreira, quem sabe ser um próximo Lucareli da vida”, brincou.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário