Deputado entra na briga e pede aumento da velocidade na Tamoios

Prefeito de Caraguá, Aguilar Junior, e usuários já haviam feito outros movimentos
Velocidade atual de 80km/h não seria compatível (Foto: Divulgação)

Aumentar o limite de velocidade da rodovia dos Tamoios (SP-99) de 80 km/h para 100 km/h é o objetivo de um movimento encabeçado pelo deputado estadual Padre Afonso (PV), que encaminhou ao secretário de Logística e Transportes, Mário Mondolfo, a solicitação de um estudo técnico para avaliar se a medida poderá ser adotada. 

Esta é mais uma iniciativa no sentido de melhorar o tráfego pela rodovia que foi recentemente duplicada até a altura do km 61. Uma delas foi feita pelo prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar Junior. Há dois anos, um morador de Paraibuna também já havia feito abaixo-assinado neste sentido.

 “Temos recebido constantemente consultas e reclamações de usuários que pleiteiam o aumento do limite de velocidade para 100 km/h, o que também achamos razoável, uma vez que as condições da estrada parecem apresentar, a nosso ver, condições de segurança para tal”, afirma do deputado.

Ele alega também que o Código Brasileiro de Trânsito (CBT) permite que em rodovias duplicadas, o limite de velocidade seja até 110 km/h. “Realmente temos alguns trechos nos quais a velocidade é incompatível com as ótimas condições da rodovia. Nossos carros hoje são modernos e podem andar a uma velocidade maior com segurança”, diz.

A revisão no limite também tem amparo nas normas estabelecidas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que estabelece que em vias com o raio de curvatura maior que 280m, já podem ter um limite de velocidade de 100km/h.

Durante visita do então governador do Estado, Geraldo Alckmin, o prefeito Aguilar Junior também já havia feito essa solicitação, em consenso com os prefeitos das outras cidades do Litoral Norte. Na ocasião, ele alegou que o limite estabelecido hoje tem prejudicado algumas vezes até a fluidez do trânsito nos finais de semana e feriados, períodos em que os turistas procuram o Litoral Norte. 

“Muitos turistas, segundo informações dos órgãos ligados ao Turismo, estariam desistindo das viagens por causa do limite de velocidade na rodovia, bem como a quantidade de radares”, comenta. "Sem dúvida, a Rodovia dos Tamoios está mais segura e moderna, mas temos recebido inúmeras reclamações de usuários”, esclarece. “Se os turistas não frequentam as cidades, todo o Litoral Norte será prejudicado”.

Junior informou, ainda que já conversou com o atual governador, Márcio França, e está confiante de que ele vai atender a demanda que é de toda uma região.

Há dois anos, outro movimento surgiu na internet onde Daniel Torresani dos Santos, de Paraibuna, também criou abaixo-assinado pedido o aumento da velocidade, destacando que Rodovia dos Tamoios é a mais importante via de acesso ao Litoral Norte do Estado. “Quando ainda era uma rodovia com pista simples, tinha a velocidade máxima de 80 km/h, que era velocidade ideal para aquelas condições de pista”. 

Segundo ele, “essa velocidade atual não condiz com o nível da estrada. A Rodovia dos Tamoios é uma estrada que comporta, em quase toda a sua extensão, a velocidade mínima de 100 km/h. Em alguns trechos mais perigosos a velocidade deve ser diminuída para 80 km/h”.

Ele lembrou, ainda, que inúmeros radares fixos foram instalados ao longo da rodovia. Muitos outros radares móveis fiscalizam diariamente a rodovia e que na velocidade atual o número de motoristas multados é extremamente alto.

Mobilização

Para saber a opinião dos usuários e ter o respaldo necessário para seu pedido, o deputado Padre Afonso lançou uma campanha de mobilização, com o slogan “Tamoios: 100 km/h. É legal!”, que inclui um abaixo-assinado eletrônico (www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR106237) e diversas outras ações junto à comunidade e em suas redes sociais. 

“Precisamos da adesão da população para respaldar nosso pedido”, afirma.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário