Estado autoriza obras de emergência após estragos causados pelas chuvas

Prefeitura de Ilhabela já iniciou a recuperação da estrada de Castelhanos e outros pontos de risco; Audiência sobre o caso acontece nesta sexta (9)
Estrada de Castelhanos está interditada desde 14 de fevereiro (Foto: Divulgação)

Após os estragos causados pelas fortes chuvas que assolaram todo o Litoral Norte, no mês de fevereiro, o Estado de São Paulo autorizou obras de emergência nas áreas do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), em Ilhabela.

Entre as principais obras emergenciais que tiveram que ser iniciadas pela Prefeitura de Ilhabela está o acesso à Baía de Castelhanos. De acordo com a administração, se o local permanecesse interditado "prejudicaria toda a comunidade e atrapalharia as famílias de 80 jipeiros que exploram o turismo no local". 

Também foram iniciadas obras urgentes na estrada de acesso ao bairros do sul, que teve nove pontos de desmoronamentos, onde existe o risco de deixar ilhados milhares de pessoas. Além disso, foi iniciado o desassoreamento do Rio da Água Branca e, por fim, as obras para salvar nos bairros Morro dos Mineiros e Cantagalo, onde diversas casas correm o risco de desmoronamento.

No dia 14 de fevereiro, a cidade registrou em 14 horas, 165 milímetros de chuva, segundo dados do índice pluviométrico da Defesa Civil; sendo que é considerado normal a quantidade de 25 milímetros por dia.

Segundo a Prefeitura, os projetos estão sendo realizados dentro de valores praticados pelo mercado e com base em relatórios da Secretaria de Planejamento Urbano, Obras e Habitação, Defesa Civil Estadual e Instituto Geológico.

As intervenções foram apresentadas ao DER em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (5), em São Paulo. De acordo com o secretário de Planejamento Urbano, Obras e Habitação, Luiz Paladino, o órgão executivo entendeu o estado emergencial e não se opôs às obras. Toda documentação deve ficar pronta na próxima quinta (8).

Audiência pública

Os projetos de emergência serão apresentados à população ilhéu, em uma audiência pública, na próxima sexta-feira (9), às 17h, no Paço Municipal. O objetivo é informar sobre o andamento dos serviços emergenciais nos locais afetados e também esclarecer qualquer dúvida sobre todo o andamento legal para contratação da execução dos trabalhos.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário