Operação Rochedo traz mil policiais para combater cimes no Litoral Norte

Três foragidos da Justiça por homicídio, estupro e receptação foram capturados nas primeiras horas de ação
Reforço chegou à regição nesta quarta-feira (28) (Foto: SSP/ Divulgação)

A Polícia Militar deu início, na manhã desta quarta-feira (28), à Operação Rochedo, que visa combater a criminalidade e reforçar a segurança na região do Litoral Norte e Vale do Paraíba. A ação acontece em 39 cidades e conta com o emprego de 930 homens, 259 viaturas, 100 motocicletas, duas aeronaves Águia, 30 cavalos e oito cães especializados em proteção, patrulhamento e faro de drogas. Os recursos foram definidos por análise criminal de cada local. 

A operação vai abranger desde o início do Vale até a divisa com o Rio, incluindo o Litoral Norte, e parte da divisa com Minas. E não tem data para acabar. "Vai ser repetida quantas vezes forem necessárias”, afirmou o governado Geraldo Alckmin em nota.

Todas as unidades de policiamento de área da região da RM Vale e Litoral Norte participam da ação e contam, ainda, com esforços do Policiamento Rodoviário, o Policiamento Ambiental, o Policiamento de Choque, o 3º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) e Base Radiopatrulha Aérea de São José dos Campos (BRPAe-SJC).

A ação é um desdobramento das operações Divisa e Saturação, que ocorrem rotineiramente tanto na região quanto em outras áreas do Estado.

Da estrutura do CPI 1 estão o 1º, 5º, 20º, 23º, 41º e o 46º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), além do 3° Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP).

Resultados nas primeiras horas

Pouco depois de iniciada a operação, PMs detiveram três foragidos da Justiça – dois em Pindamonhangaba e um em Jacareí. 

O primeiro, de 44 anos, era procurado por homicídio. O segundo, um rapaz de 26 anos, foi detido momentos depois, por outra equipe. Ele era procurado da Justiça por receptação. O último, um homem de 22 anos preso em Jacareí, era foragido por um estupro ocorrido em Mogi das Cruzes. Todos os detidos foram levados às delegacias da região. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário