Obra da piscina do Yacht Club em faixa da Marinha deve ser revista

Projeto foi aprovado em 2014, mas não teria passado pela Secretaria de Meio Ambiente e Cetesb
Vereadores vistoriam obra no Yacht Club de Ilhabela (Foto: CMI/ Divulgação)

A obra de uma piscina dentro da faixa da Marinha do Brasil, na sede do Yacht Club de Ilhabela, deve ser revista pela Cetesb e pela Prefeitura. O projeto sobre a faixa de areia foi autorizado pelo município em 2014, mas foi denunciado no início da semana e recebeu a visita de fiscais e vereadores para averiguação.

Os vereadores Anisio Oliveira (DEM), Gabriel Rocha (SD), Mateus Pestana (PCdoB) e Evandro Rodrigues (PP), que estiveram no local, constataram que o trâmite para esta autorização não teria passado pela Secretaria de Meio Ambiente e nem pelo setor de Fiscalização, sendo finalizado em 23 dias. 

Os parlamentaresm assinaram juntos dois ofícios endereçados à Prefeitura de Ilhabela e à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) em que solicitam informações referentes à construção. Através do ofício são requisitadas cópias das vistorias e autorização dos setores que não teriam sido consultados.

Os vereadores também querem saber se a Cetesb autorizou a construção em faixa de marinha e se a obra está de acordo com as normas ambientais.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário