Acidente entre balsa e lancha no Canal de São Sebastião fere duas pessoas

Marinha do Brasil instaurou inquérito para investigar causas
Acidente foi na noite de sexta (Fotos: Anderson Albertini/Divulgação)

Um acidente envolvendo uma balsa e uma lancha, ocorrido na noite de sexta-feira (2/2), deixou pelo menos duas pessoas feridas. A ocorrência foi registrada por volta das 21h15 na travessia entre São Sebastião e Ilhabela. 

As vítimas, um homem e uma mulher,  foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros e levadas para o Hospital Mário Covas, já no arquipélago.

O acidente teria ocorrido quando a lancha “Poderoso Timão”, ocupada por duas pessoas, atingiu a balsa FB Valda II. Segundo nota emitida pela Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, responsável pelo sistema de travessia, uma outra embarcação ainda emitiu sinais sonoros para avisar a lancha, mas ainda assim ela bateu contra a lateral da Valda. 

Ainda conforme a Dersa, a balsa sofreu pequenas avarias, mas nenhum veículo a bordo foi danificado e não houve feridos entre os usuários do ferryboat. Porém, a lancha teve danos materiais e seus ocupantes tiveram ferimentos.

A companhia acionou o Corpo de Bombeiros para prestar os primeiros socorros aos ocupantes da lancha e a Capitania dos Portos foi acionada e já instaurou inquérito para investigar as causas do acidente.

O comandante da Delegacia da Capitania dos Portos, em São Sebastião, capitão de fragata Wagner Goulart, informou que o Comando do 8° Distrito Naval foi avisado do acidente por volta das 21h30 e enviou uma diligência ao local para mais esclarecimentos e auxílios necessários. 

Uma equipe da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião está acompanhando, desde o início, o homem, que teve ferimentos leves e já obteve alta hospitalar e a mulher, que teve três costelas fraturadas e encontra-se ainda internada, em recuperação. 

A Marinha do Brasil instaurou um Inquérito Administrativo, com o propósito de esclarecer as circunstâncias do acidente, bem como verificar as condições em que se encontravam as embarcações e as habilitações das tripulações. 

Conforme nota da Marinha, a balsa já foi periciada por uma equipe da Delegacia da Capitania dos Portos e encontra-se em condições seguras de operação. “Ressaltamos quanto à importância de se cumprir as Normas da Autoridade Marítima, a fim de salvaguardar as vidas humanas e de garantir uma navegação segura, incrementando, desta forma, uma mentalidade de segurança aos profissionais de navegação e usuários que utilizam este meio de transporte”.

Ainda de acordo com o capitão de fragata Goulart, todo condutor habilitado tem o conhecimento do Regulamento Internacional para Evitar Abalroamento no Mar (Ripeam). 

Nele constam regras internacionais de navegação, luzes e marcas e ainda sinais sonoros e tem por objetivo regulamentar as manobras, luzes de navegação e de condições especiais, em águas de jurisdição nacional; evitar o abalroamento em águas nacionais através de regras de governo e navegação, luzes, marcas e sinais sonoros, além de evitar a colisão em mar aberto, em águas internacionais, através de regras de governo, luzes, marcas e sinais sonoros.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário