Espetáculo “Adeus, Palhaços Mortos”, sucesso em Taiwan, chega a Caraguá

A apresentação será gratuita, no teatro Mario Covas
A peça será apresentada nesta quinta-feira, às 20h (Foto: Victor Iemini/ Divulgação)

O espetáculo “Adeus, Palhaços Mortos”, sucesso de críticas em Taiwan, vai ser apresentado em Caraguatatuba gratuitamente nesta quinta feira (14), às 20h, no teatro Mario Covas. O projeto acontece através do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC).

A peça conta a história de três grandes artistas circenses do passado que, acidentalmente, se reencontram, depois de muitos anos, na antessala de uma agência de empregos. Eles sabem que só um será escolhido. Nesse dia suas amizades, memórias, segredos, pequenezas e vilanias serão expostos, criando, dessa maneira, uma ode ao ofício do ator e uma profunda reflexão sobre os fundamentos filosóficos da carreira artística.

A obra do romeno Matei Vişniec, dirigida e adaptada por José Roberto Jardim, recebeu o Prêmio Shell de melhor cenário; o Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Espetáculo de Grupo e o Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Direção, e agora circula pelo interior do Estado depois de temporadas na capital, no Rio de Janeiro e em Taipei (Taiwan).

O grupo de atores oriundos da Unicamp, Academia de Palhaços, foi criado em 2007. A companhia iniciou-se em uma investigação cênica sobre o palhaço de picadeiro brasileiro e em seus 10 espetáculos produzidos até o momento transitou pelo universo do ator popular. Cinco desses espetáculos foram realizados sobre uma Kombi-Palco num grandioso projeto de teatro itinerante. Em 2015, essa Kombi se incendiou e queimou cenários, figurinos, palco e equipamentos de som e iluminação. Diante dessa catástrofe que reduziu anos de trabalho literalmente às cinzas, a companhia viu seu próprio fim.

Dois de seus integrantes desistiram do teatro e os três que restaram, Laíza Dantas, Paula Hemsi e Rodrigo Pocidônio, tiveram que lidar com o inevitável fim/recomeço de uma mudança de ciclo.

Foi em meio a este cenário que o diretor José Roberto Jardim aceitou se juntar a companhia trazendo o texto “Um Trabalhinho Para Velhos Palhaços”, de Matei Vişniec, que trata justamente de três artistas circenses diante do fim de suas existências, de suas carreiras e da arte. Uma metáfora que catalisa artisticamente o momento de fim/recomeço da Academia de Palhaços e seus três atores.

Serviço

Espetáculo "Adeus, Palhaços Mortos"
Data: 14/12, quinta-feira
Local: Teatro Mario Covas, Avenida Goiás, 187, Indaiá
Horário: 20h
Ingressos: Gratuitos
Classificação: Livre

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário