Ajudante geral se entrega e confessa autoria de crime em Juquehy

Ele não teria esclarecido as circunstâncias que levaram ao crime bárbaro
Nenezão passa por exame  (FOTO: Divulgação)

O ajudante geral C.A.F., conhecido por Nenezão, 27 anos, se apresentou à Polícia Civil da Costa Sul de São Sebastião. Ele foi a com a mãe e o irmão e teria confessado a autoria da morte da motorista de ônibus, Joseilda Silva de Oliveira Pereira, 34 anos, na madrugada do último sábado (29), em Juquehy.  

Neste momento ele passa por exame de corpo de delito e a Polícia Civil deve pedir sua prisão preventiva, uma vez que já saiu o período do flagrante. O investigador chefe do 2º DP, Ricardo Marques, também espera que seja feita uma reconstituição do crime ainda hoje.

À polícia, ele não teria alegado o motivo da barbárie.

O crime

Joseilda Silva de Oliveira Pereira, a Josi, como era conhecida, foi brutalmente assassinada na madrugada de sábado (29), em Juquehy, na Costa Sul de São Sebastião.

O corpo da vítima foi encontrado por populares em um terreno baldio. Ela teria sido apedrejada e, em seguida, teriam colocado fogo em seu corpo.

A vítima trabalhava na Ecobus e deixou dois filhos pequenos. Seu corpo foi enterrado no domingo (30).

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário