Peça com histórias caiçaras arrecada doações para vítimas de enchentes

O grupo Castelo das Artes faz três apresentações, nesta quinta-feira (6), e os ingressos podem ser trocados por alimentos
A peça acontece nesta quinta-feira (6) (Foto: Mel Braga/ Divulgação)

A história e cultura caiçara serão tema de três apresentações teatrais do grupo O Castelo das Artes, nesta quinta-feira (6), no Teatro Municipal de São Sebastião. A peça “Mitos e Lendas de São Sebastião” será apresentada às 10h, 15h e 20h, e faz parte de uma ação social para arrecadar doações às vítimas das enchentes que ocorreram no mês de março. O ingresso pode ser trocado por alimento não perecível (arroz, feijão, macarrão ou óleo) no dia do evento.

Há mais de oito anos, a companhia. reúne lendas, mitos e causos caiçara, como A Lenda do Amor, A Lenda do Boi que Falou, O Dia que o Santo Pecou, contos de lobisomem, de escravos, de pescador, entre outros, e monta repertórios variados para diferentes apresentações. O trabalho artístico visa mostrar a simplicidade dos modos de viver, falas e costumes, como sotaques e expressões antigas da região, que se perderam com o tempo.

Com duração de aproximadamente 50 minutos e classificação livre, a peça traz no elenco os artistas Henrique Cardim, Jessyca Biazini, Vick Araújo, André Nunes e Mário Farias. “São histórias que marcaram a memória do povo do litoral, passadas de pais para filhos, registradas em livros, e que não podem cair no esquecimento”, destaca Henrique.

O projeto acontece em parceria com o Fundo Social de Solidariedade e a Fundação Educacional e Cultural Deodato Santana.

Enchentes

De acordo com a Defesa Civil de São Sebastião, foram diversas ocorrências nas três regiões da cidade, em razão das fortes chuvas de março, sendo os bairros da Costa Sul os mais atingidos pelas chuvas entre os dias 17 e 20. A situação mais preocupante foi em Barra do Una, onde a passarela do Rio Una, já interditada anteriormente, foi levada pela força da correnteza.

Ainda segundo a Defesa Civil, no período ocorreram diversos alagamentos, quedas de árvores, uma queda de poste com energização elétrica da via, deslizamentos de terra, erosões e quedas de muros residenciais na cidade. A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Humano (Setradh) também informou que as chuvas deixaram 13 famílias desalojadas no momento das ocorrências.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário