Muro cai e destrói duas casas por conta das fortes chuvas em Ilhabela

Cerca de 35 pessoas foram removidas de suas residências e estão abrigadas em casas de parentes e escolas, na região central do arquipélago
Grupos de mobilizam contra estragos causados pelas chuvas  (Foto: Divulgação)

Após as fortes chuvas ocorridas no início da noite desta sexta-feira (17/3), sete famílias tiveram que ser removidas de suas casas, em Ilhabela, num total de 35 pessoas. Algumas foram para casa de parentes e três estão na escola Tia Zoca, no bairro do Itaguassú. No Morro do Sapê, um muro de contenção ao lado da mesma escola desabou e destruíu duas casa. Os moradores tiveram ferimentos leves e as residências e pertences das vítimas foram gravemente afetados. Doações já estão sendo arrecadadas.

Outros atendimentos foram referentes à invasão de água, abertura e afundamento de asfalto, deslizamento de bloquetes, quedas de árvores, barreiras e alagamentos. A região mais atingida foi a do bairro do Itaguassu. 

As secretarias da prefeitura de Ilhabela se mobilizaram e estão nas ruas realizando o atendimento às famílias e ocorrências. A equipe da Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros também estão nos bairros fazendo os socorros e as retiradas dos moradores que se encontram em situação de risco. Funcionários da secretaria de Serviços Municipais também estão trabalhando na liberação de vias e auxílio.

A secretaria de Educação está liberando as escolas para abrigar as famílias e o hospital Mário Covas também está em estado de atenção. 

Segundo o diretor da Defesa Civil, André Frederico, o maior desafio neste momento é com as famílias que estão em área de risco e se recusam a sair de suas casas. “A gente bate na porta, chama, bate e eles não saem”, explicou o diretor preocupado com a gravidade e reação destes moradores.

Os pontos mais críticos no momento são: Itaguassú, Estrada do Camarão e bairro do Reino. A Defesa Civil permanecerá em alerta e poderá ser acionada pelo telefone: 3896-2802.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário