Incêndio destrói rancho de pescadores na Enseada e suspeita é de ato criminoso

Prejuízo deve passar de R$ 150 mil; 30 pessoas foram afetadas
Rancho ficou completamente destruído com as chamas (Fotos: Divulgação)

Um incêndio ocorrido na tarde deste domingo (26) destruiu todo o Rancho de Pesca, localizado na Enseada, na Costa Norte de São Sebastião. Ainda não se sabe como o fogo começou, mas a suspeita é de ato criminoso. Não houve registro de vítimas e o prejuízo material deve passar de R$ 150 mil.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 13h20 e chegou ao local com duas viaturas, sendo o Auto Bomba e o Auto Tanque, com seis homens.

De acordo com o comandante dos Bombeiros no Litoral Norte, capitão Newton Krüger, por se tratar de uma construção construída em madeira e material rústico, ela foi totalmente destruída. Os bombeiros levaram em torno de 40 minutos para apagar o fogo que atingiu uma área de cerca de 150 metros quadrados.
Bombeiros apagam o fogo no rancho 

A líder da comunidade pesqueira da área, Jandira Peixoto de Oliveira, conta que havia pelo menos 12 embarcações no local, todas destruídas pelo fogo. Ainda conforme ela, os seis freezers, guinchos, motores com potência de 15 e 25 e materiais de pescas também foram perdidos após o incêndio. 

“Só eu perdi duas canoas, um barco, mais de 50 metros de corda. Tudo perdido”, lamenta a líder que já fez boletim de ocorrência e orienta que os outros pescadores também façam o registro na polícia.

O Rancho de Pesca foi construído em 1993 após solicitações da líder pesqueira. Ele foi reformado e ampliado com recursos da Petrobras, por conta da base de gás, no início da década, mas não tinha seguro. “A comunidade é pobre e não tem como fazer seguro”, diz Jandira e acrescenta que não sabe como será possível para as famílias recuperarem o que perderam. 

“Muitos pescadores viviam da pesca. Vamos à prefeitura ver o que é possível fazer e quem puder ajudar, nós agradecemos também”. 

Quanto às causas do incêndio, ela disse que vai esperar o laudo da polícia, mas testemunhas teriam visto uma pessoa atear o fogo. “Eu não estava aqui quando o fogo começou, mas tudo vai ser investigado”.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário