Captura e venda do guaiamum estão proibidas por risco de extinção

Decisão do Ministério do Meio Ambiente prevê multa de até R$ 10 mil para quem desrespeitar a norma
Guaiamum entra na lista de extinção e venda é proibida (Foto: Divulgação)

O Ministério do Meio Ambiente proibiu, definitivamente, a captura e a comercialização do guaiamum em todo o Brasil devido o risco de extinção da espécie. A punição para quem desrespeitar a norma, prevista na lei de proteção de animais silvestres, pode chegar a R$ 10 mil.

Muito comum no Litoral Norte e conhecido pela cor azul, o crustáceo macho está mais difícil de ser encontrado na região e acabou entrando para a lista de animais que correm risco de desaparecer.

Bares e restaurantes que ainda têm o animal em estoque poderão continuar com as vendas até o próximo dia 30 de abril. O comércio já havia sido proibido em 2014, mas a data para a venda acabou sendo prorrogada.

A captura, transporte, armazenamento, guarda e manejo dos crustáceos será permitida apenas para fins de pesquisa ou para a conservação da espécie, mediante autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário