Tarifa de ônibus sobe na Ilha e governo terá de aumentar subvenção

Diretamente, o usuário não sentirá os efeitos no bolso
Parte da tarifa será subsidiada (Foto:Divulgação)

Por Acácio Gomes

Um decreto assinado em 26 de dezembro pelo ex-prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci (PPS), autorizou desde o dia 2 de janeiro aumentar o valor cheio da tarifa de ônibus na cidade de 3,75 para 4,50.

Para o reajuste, a Expresso Fênix alegou que apresentou comprovações da evolução de custos de combustível, mão de obra, peças e acessórios e os índices da inflação acumulados. “São itens que justificam aquilo previsto em contrato”.

O decreto tem apenas três artigos e cita que R$ 4,50 será a remuneração repassada direta para a concessionária. Com isso, as tarifas passam a ter os seguintes valores: R$ 3,75 para o cartão eletrônico poupa fila e cartão eletrônico embarcado unitário; e R$ 2,75 para as pessoas que adquiram créditos múltiplos antecipadamente em cartão eletrônico recarregável. Aos domingos e feriados o valor continua em R$ 1.

Com isso, a administração terá que completar os valores e repassar a empresa, ou seja, R$ 0,75 por usuário que utiliza o cartão eletrônico poupa fila ou cartão eletrônico embarcado unitário e R$ 1,75 para o cartão eletrônico recarregável. Já no caso de domingos e feriados, o valor subsidiado será de R$ 3,50 por passagem.

Esses valores serão computados e enviados mensalmente através de planilhas à administração para o pagamento da subvenção.
Em levantamento realizado pela antiga administração, com a criação do processo de subvenção, houve crescimento de 81% no número de usuários do cartão eletrônico entre 2014 e 2015. O número de pagantes com dinheiro caiu em 22,41%.

O atual governo não informou se vai revogar o decreto. Hoje, o valor da subvenção, segundo a Prefeitura, é de pouco mais de R$ 3 milhões. Com os novos valores, a subvenção subiria para R$ 3,8 milhões e a administração ainda realiza estudo sobre o impacto orçamentário e financeiro. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário