Prefeito de SS paga mais R$ 350 mil para acabar com greve na Ecopav

Trabalhadores foram às portas da prefeitura para cobrar pagamento e volta aos trabalhos
Felipe Augusto mostra novo cheque (Fotos: Marcos Bonello/PMSS)

Após a paralisação dos funcionários da Ecopav, na manhã desta segunda-feira, o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, repassou um cheque de R$ 350 mil para a empresa responsável pela coleta de lixo no município. Na semana passada ele já havia disponibilizado outros R$ 735 mil. A decisão ocorreu após a paralisação dos serviços por partes dos trabalhadores que estão sem receber.

De acordo com os funcionários que participaram da reunião com o prefeito, ainda nesta manhã, o dinheiro disponibilizado na semana passada serviu para pagar parte dos coletores, vassourinhas e motoristas e o restante teria sido desviado pela empresa para cobrir os gastos de outra unidade da Ecopav, localizada em Cuiabá (MT). Em solidariedade aos colegas, eles pararam as atividades. Os funcionários ainda não teriam recebido vale-alimentação.

Outra medida adotada pelo prefeito foi que a Secretaria de Promoção Social fizesse o cadastramento imediato de funcionários com situação considerada “delicada” para recebimento emergencial de cesta básica de alimentos.
Após denúncia dos funcionários, também foi determinado que equipes da fiscalização da Vigilância Sanitária e Posturas fossem à Ecopav para apurar condições inadequadas de trabalho apontadas pelos funcionários. 

“A situação lá é crítica, não tem separação de coleta de lixo hospitalar do lixo comum”, denunciaram os funcionários.
Reunião realizada no gabinete na manhã de hoje

Segundo a prefeitura, as decisões de hoje foram tomadas de acordo com os participantes da reunião, entre eles o prefeito Felipe Augusto, representantes do sindicato dos trabalhadores e do setor administrativo da empresa.  A greve foi interrompida com a turma que entrou no turno das 14h. 

Nesta terça-feira, o prefeito deve, ainda, se reunir com a direção da Ecopav onde a empresa será comunicada que terá seu contrato prorrogado, e que ao mesmo tempo será aberta uma nova licitação para a coleta e destinação dos resíduos urbanos no município. 

Segundo a prefeitura, o prefeito solicitou à entidade de classe representativa dos trabalhadores uma relação com o nome, RG e salários de todos os empregados da Ecopav. O objetivo, no caso de a Ecopav não vencer a licitação, é a recontratação de todos os atuais trabalhadores por eventual nova empresa que venha assumir os serviços.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário