Policiais marítimos apreendem 1,6 ton. de pescados em Ubatuba

Três pescadores são multados por não usar dispositivo contra tartarugas 
Pescados foram doados a entidades (Foto: Polícia Ambiental Marítima)

Por Mara Cirino

A falta do uso de um dispositivo para excluir tartarugas de redes de arrasto resultou na apreensão de mais de 1,6 tonelada de pescados em Ubatuba. A ocorrência foi registrada por uma equipe do 2º Pelotão da 5ª Companhia Marítima da Polícia Ambiental na tarde desta terça-feira (10/1), no Saco da Ribeira.

Os policiais marítimos faziam patrulhamento pelo local quando abordaram a embarcação pesqueira "CRUZADO I " que descarregava o pescado. Eles constataram que não existia o Dispositivo Excluidor de Tartaruga, ou "Turtle Excluder Device" (TED), equipamento obrigatório que deveria estar acoplado a rede de arrasto.

De acordo com a Polícia Marítima, o TED é um dispositivo de escape de tartarugas durante a pescaria e foi introduzido pela primeira vez para os barcos que capturam camarão nos EUA no final de 1980. São colocados nas redes de camarão e protegem mais do que apenas as tartarugas marinhas. 

Os TEDs evitam o afogamento desnecessário destes animais e também protegem a biodiversidade marinha global, permitindo que outras espécies escapem das redes de arrasto. 

Segundo o órgão, também beneficiam a pesca comercial e as comunidades costeiras por meio de redução de capturas acessórias.

Punição
Por conta dessa irregularidades, os três pescadores que estavam na embarcação foram autuados em R$ 68.840,00 cada, totalizando o valor de R$ 206.520,00. Também foram apreendidos 1.571 quilos de pescados diversos e 115 quilos de camarão rosa. 

Todo esse produto, segundo a polícia, foi destinado a diversas instituições de caridade da região.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário