Moradores de rua são retirados da Praça da Cultura em Caraguá

Segundo a prefeitura, a ação oferece abrigo em um albergue temporário e passagem de volta para a terra natal dos migrantes
A ação da prefeitura aconteceu nesta segunda-feira (23/1) (Foto: Divulgação)

Cerca de 12 migrantes (entre eles, duas crianças) que estavam em situação de rua, na Praça da Cultura, centro de Caraguá, foram retirados pela prefeitura, nesta segunda-feira (23/1). As pessoas, que estavam acampadas sob a cobertura instalada para realizaçõa de shows e eventos da cidades, foram orientados a irem para a Casa Transitória, um abrigo temporário, que possui 54 vagas para abrigar migrantes.

No local, os migrantes recebem alimentação, apoio assistencial e psicológico, além da hospedagem. Outra opção dada é o retorno à cidade de origem. “Oferecemos passagem de ônibus para que eles voltem”, explica a assistente social que abordou o grupo.

A ação foi realizada de forma conjunta entre as Secretarias de Desenvolvimento Social e Cidadania, Urbanismo e Serviços Públicos (Sesep) e contou com o apoio da Polícia Militar e do Conselho Tutelar.

Estiveram presentes na ação os secretários Ricardo Gaspar (Urbanismo) e Jonas Fontes (Social).  “Estamos informados de que a lona dos eventos ficará até o dia 14 de março. Até lá, teremos que ficar vigilantes diariamente para que os migrantes não retornem e não se formem novos acampamentos, pois a proteção contra as chuvas que a lona oferece é o que atrai essas pessoas”, explica Jonas Fontes.

O secretário Ricardo Gaspar garante que sua Secretaria estará diariamente no local para evitar o retorno dos migrantes. A Sesep enviou um caminhão para a retirada de lixo espalhado no local e para realizar reparos na rede de água, que foi quebrada por membros do grupo acampado.

A Casa Transitória fica na rua Banco Itaú, 222, no Porto Novo.  

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário