TRE barra votos de Coringa com base na Lei da Ficha Limpa

Vereador promete recorrer da decisão na terceira instância
Coringa se mostra confiante (Foto: Arquivo NI)

Por Acácio Gomes

Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) negaram o recurso apresentado pelo vereador de São Sebastião, Luiz Antonio de Santana Barroso, o Coringa (PSD), em relação à anulação dos seus votos no último pleito. 

Os magistrados mantiveram a decisão de primeira instância proferida pelo juiz Paulo Guilherme de Faria.

Coringa recebeu 960 votos, porém sua candidatura foi indeferida com base na Lei da Ficha Limpa. Entre os anos de 2009 e 2010, quando presidiu o Legislativo, Coringa teve as contas rejeitadas.

Em conversa com a reportagem do Nova Imprensa, Coringa revelou que já recorreu da decisão. “Acionamos nossa equipe jurídica e estamos confiantes em reverter a decisão, pois entendemos que não houve crime ou dolo aos cofres públicos”.  

O julgamento na terceira instância - Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – só deve ocorrer em março do ano que vem. 

Segundo Coringa, sua assessoria jurídica entende que se a decisão for revertida, ele assume sim uma vaga no Legislativo. “Há muito falatório, mas meus assessores entendem que sim”.

Porém, no entendimento de especialistas, mesmo se Coringa reverter a decisão, ele não assumiria uma cadeira na Câmara pelo quociente eleitoral e ficaria apenas como primeiro suplente.

Gestão e futuro
Coringa aproveitou a oportunidade para fazer uma breve avaliação da gestão 2015/2016 à frente da Câmara de São Sebastião. 

“Apesar das dificuldades financeiras da Prefeitura, conseguimos realizar uma administração boa na Câmara. Conseguimos economizar R$ 1 milhão somente este ano e demos os reajustes aos servidores”, explica.

Sobre o futuro político, Coringa fez projeções. “Claro que posso ter uma derrota no TSE e aí automaticamente volto às minhas funções como servidor. Mas continuo realizando meu trabalho político”. 

Ele lembrou que esteve ao lado do prefeito eleito Felipe Augusto (PSDB) na campanha eleitoral, mas não revelou se terá espaço no próximo governo.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário