Dersa promete 7 balsas na travessia durante Operação Verão

Empresa afirma que responsabilidade pelo viário é dos municípios
Embarcações passaram por reforma (Foto: Mara Cirino/ Nova Imprensa)

Por Mara Cirino

O sistema de travessia de balsa entre São Sebastião e Ilhabela terá pelo menos sete balsas durante a Operação Verão da Dersa que começou agora em dezembro e vai até o dia 5 de março de 2017. Atualmente seis embarcações fazem o serviço e a previsão é que a última chegue ainda esta semana. 

De acordo com a Dersa, empresa responsável pela travessia, a FB-29 passa por um amplo processo de reforma e modernização antes de retornar para as atividades.

Recentemente, o prefeito eleito de Ilhabela, Márcio Tenório (PMDB), chegou a dizer que havia recebido da Dersa a informação de que oito embarcações seriam utilizadas para a travessia de veículos e pedestres. Segundo ele, foi passado que a FB-11, que inicialmente seria transferida para o Litoral Sul, ficaria na região durante a temporada e outros três ferry-boats passaram por manutenção e limpeza no fundo, de forma a agilizar as viagens. 

Esta última informação foi confirmada pela companhia que informou que foram feitos serviços de limpeza de cascos, pintura de solo, sinalização, troca e retifica de motores e substituição dos equipamentos de salvatagem.  

A preocupação do prefeito eleito é que os registros de demora têm prejudicado o abastecimento no município que também está perdendo turista. 

“Tem turista que não quer mais vim para a Ilha porque perde mais de 4 horas na fila quando levam menos tempo para sair de sua cidade de origem, sem contar que ainda há riscos de desabastecimentos porque fornecedores estão se recusando a vir para Ilhabela”, alertou Tenório.

De acordo com a Dersa, neste ano, as embarcações da Travessia São Sebastião/Ilhabela receberam investimentos de R$ 15,2 milhões do Governo do Estado de São Paulo. Este montante foi utilizado também para o processo de reforma e modernização do FB-25, FB-Valda II e FB-29. Já no terminal de passageiros de São Sebastião, a empresa lembra que para conforto dos passageiros, foram instalados novos bebedouros.

Trânsito
Eu relação ao caos no trânsito provocado pelas filas de carros que esperam pela travessia, a Dersa  apontou que a organização e fiscalização de fila no viário municipal são de responsabilidade do órgão de trânsito das prefeituras. 

O prefeito eleito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), disse nesta segunda-feira (19/12) que tem conversado com Márcio Tenório no sentido de arrumar uma área no continente para mudar o local de embarque e desembarque das balsas como forma de melhorar o tráfego. “Mas essa é uma proposta a ser colocada em prática mais para frente”. No arquipélago essa área já foi criada.

Já Tenório antecipou que foi solicitado junto à Dersa que o transporte de carro-forte, combustível, lixo, seja feito em horários diferenciados para que tenham mais embarcações que atendam os usuários – cada um desses veículos só pode trafegar sozinho. 

Marinha
O comandante da Delegacia da Capitania dos Portos em São Sebastião, capitão de fragatas Luiz Antonio Anidio Moreira, explicou que a fiscalização na balsa continua sendo feita de forma constante, podendo ser intensificada durante a alta temporada. 

Manter motoristas e pedestres em áreas próprias, fazer a contagem de quantos entram nas embarcações são algumas das medidas em andamento, já assimiladas pela população local, e que podem ser reforçadas para os turistas. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário