Peça "Caiçaras: o povo do mar" ocupa casarão antigo e emociona o público

Cia. Teatral Castelo das Artes, de S.Sebastião, desenvolve este trabalho com orientação do Projeto Ademar Guerra de Qualificação em Artes
(Fotos: PMSS/Divulgação)

Desde o calçadão da Rua da Praia, passando por entre estações montadas dentro do prédio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), no Centro de São Sebastião, e culminando em uma sala que representava um rancho de pesca, a peça “Caiçara: o povo do mar”, apresentada pela Cia. Teatral Castelo das Artes, na noite de sábado (5), emocionou o público ao mostrar as belezas e dificuldades de se viver a beira mar, além de características da cultura regional.

A Cia. Teatral Castelo das Artes foi selecionada no edital do Projeto Ademar Guerra de Qualificação em Artes, uma ação da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, e contou com apoio da Sectur. No Programa, o grupo recebeu orientação de Johnny Faustino, de abril a outubro deste ano, e de Maurício Perussi, que acompanhou a direção final da obra. O trabalho "Caiçaras: o povo do mar" tem Henrique Cardim, Jessyca Biazini e Juliana Raia no elenco.

A peça traz cenas inspiradas em pesquisas e depoimentos sobre a cultura tradicional caiçara. Segundo os atores, a encenação utiliza uma montagem totalmente diferente do que a trupe já fez, direcionando o foco na diversidade simbólica e levando o Castelo das Artes para "navegar em mares desconhecidos". 

De acordo com Jessyca, as cenas foram construídas com elementos do cotidiano do caiçara tradicional e com base em transformações históricas e sociais. Buscamos os modos e os costumes que a cada dia caem no esquecimento", afirma.

Já Cardim aproveita para agradecer ao Projeto Ademar Guerra por ter acreditado no grupo e à Sectur por ter apoiado a Cia. "Este processo foi de uma riqueza imensa pra todos nós. O Castelo praticamente se reinventou a partir desta vivência e com certeza colaborou para o crescimento individual e em grupo, além de nos trazer um rumo importante para os futuros trabalhos”, resumiu o artista.

A secretária de Cultura, Marianita Bueno, e a diretora, Vera Alonso, assistiram a apresentação. “Os artistas souberam absorver o conhecimento proposto e crescer profissionalmente em seus talentos. Estão todos de parabéns”, declarou Marianita. “Ficamos orgulhosos de ver os frutos deste investimento nos artistas da região", completou Vera.

Pessoas de todas as idades puderam assistir a apresentação e se envolver com a peça. A funcionária pública Sabrina Pereira conta que já acompanhou alguns trabalhos do Castelo das Artes. "Eles sabem como contar nossas histórias. A cultura caiçara está muito bem representada. Trouxeram momentos de muita emoção", explica. Já a bancária Agnes Roberta destaca a delicadeza do trabalho. "Eles são muito sensíveis e criativos. Conseguem nos 'tocar' nos pequenos detalhes. Muito bonito o espetáculo", finaliza.

Castelo das Artes
Com mais de 10 anos atuando em São Sebastião, a Cia. Teatral Castelo das Artes já mostra o universo caiçara em alguns trabalhos, como a produção da estátua viva “O Pescador”, que desde 2009 é levada às ruas de São Sebastião e IlhabelaOutro projeto da Cia. é a oficina gratuita Esfera Teatral, que acontece todas as quintas-feiras no Centro de São Sebastião. Quem quiser conhecer mais a história do grupo pode acessar o site www.ocastelodasartes.com.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário