História de Ilhabela é contada com depoimentos de moradores

Museu da Pessoa promove preservação da identidade histórica e cultural com vídeo-documentários baseados em declarações de caiçaras
A mostra pode ser vista no Parque Fazenda Engenho D´Água (Foto: Divulgação)

O projeto “Histórias de Ilhabela” foi inaugurado no Parque Municipal Fazenda Engenho D’Água com a apresentação de vídeo-documentários baseados em depoimentos de moradores com o objetivo de  preservação da identidade histórica e cultural do município. A exposição é uma iniciativa do Museu da Pessoa em parceria com a Prefeitura de Ilhabela.

Nesta primeira etapa foram registradas 12 entrevistas, com narrativas que trazem à tona mitos dos encantamentos do arquipélago, da exuberância natural à tradição centenária, do mar – tanto na vela como na canoa e na pesca – às montanhas e cachoeiras. Na cadência do samba e na batida da marimba, as revelações de memórias individuais e coletivas. Familiares e amigos assistiram à apresentação do documentário em um telão montado no Parque Fazenda Engenho D’Água.

Entre os entrevistados, Antonio Luiz Colucci, capitão da Polícia Militar, prefeito de Ilhabela; Benedito Augusto, músico, sambista e atual secretário da Cultura; Edmar Alves, caiçara, velejador e comerciante náutico; Maria Silva Pinto de Albuquerque – Dona Izanil, caiçara, filha de Eva Esperança, parteira de Ilhabela; Hélio Reale, caiçara, lavrador de cana de açúcar e banana; Adriano Leite da Silva, caiçara, contador de histórias e professor; Marco Antonio Rafael de Souza, carpinteiro náutico; Benedita Aparecida Leite da Costa – Dona Ditinha de Búzios, moradora da Ilha dos Búzios, pescadora, artesã; Gilson do Rego, o Zico do São Pedro, caiçara, comerciante da região sul; Maria Stela França, primeira bibliotecária da cidade; Geraldo Gomes Pinna, caiçara, enfermeiro, congueiro e esportista; Solidônio Narciso dos Reis Neto, caiçara, responsável por uma das primeiras barracas da cidade, a Barraca do Samba, e pela preparação da “Concertada”, bebida servida na Festa de São Benedito. 
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário