Cerca de 22% dos eleitores deixam de votar no Litoral Norte

Ubatuba, Caraguá, São Sebastião e Ilhabela escolheram candidatos de oposição para a gestão 2017-2020
Foram 50.805 abstenções nas quatro cidades no LN (Foto: Divulgação)

As quatro cidades do Litoral Norte registram 233.006 títulos válidos, porém, 50.805 eleitores deixaram de votar nas eleições para prefeito e vereador do último domingo (2). O número representa um percentual de quase  22% de abstenções, segundo registro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo. 

Na cidade de Ubatuba foi registrado o maior índice, com 15.580 pessoas que não foram às urnas. O candidato do PSD, Delcio Sato, foi escolhido para gerir a cidade nos próximos quatro anos, com 14.243 votos, que representam 36,41% do total. Em segundo lugar ficou Sérgio Caribé (PMDB), com 6.695, sendo 17,11%. O atual prefeito da cidade, Mauricio Moromizato (PT), ficou em quinto lugar na disputa, com 4.802 votos. Paulo Ramos teve mais de 6 mil votos que acabaram invalidados, pois teve candidatura indeferida. 

Em Caraguatatuba, a abstenção foi de pouco mais de 21%, com falta de 18.372 eleitores. O candidato Aguilar Júnior (PMDB) venceu com 25.138 votos, o que equivale a 42,5%. A diferença  entre o segundo colocado, Gilson Mendes (PSDB), foi de apenas 37 votos. Aguilar deve assumir a prefeitura a partir de janeiro de 2017.

São Sebastião teve um índice de abstenção de pouco mais de 20%, com 12.224 eleitores que não se apresentaram. Com 19.924 votos, Felipe Augusto (PSDB) foi eleito chefe do Executivo. Dois candidatos estavam impedidos pela justiça na cidade, Juan Garcia (PMDB) estaria em segundo lugar e Wagner Teixeira (PP), em terceiro, ,mas aparecem com votos zerados. 

No município de Ilhabela foi registrado a menor taxa de abstenção, com menos de 20% ou 4.629 eleitores que não compareceram às urnas. O candidato Márcio Tenório (PMDB) foi eleito com 7.917 votos, o que corresponde a 44,16% dos votos válidos. O segundo lugar ficou com Lídia Sarmento (PPS), com 5.512 votos. O prefeito eleito pretende iniciar o processo de transição do Executivo já no dia 7 de novembro.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário