Trabalhadores da Petrobras paralisam atividades em Caraguá

O ato comecou na manhã desta quarta-feira (21) contra privatização, venda de ativos e venda do pré-sal
Trabalhadores da UTGCA param nesta quarta-feira (Foto: Petrobras/ Divulgação)

Trabalhadores da Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTGCA) da Petrobras, em Caraguatatuba, paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (21). O ato começou por volta das 6h da manhã contra a privatização, venda do pré-sal e a venda de ativos, que prevê uma redução por volta de R$ 157 bilhões em investimentos. 

Além disso, a ação convoca os funcionários para Assembléia Geral dos Profissionais da Petrobras. Os trabalhadores devem retomar as atividades ainda nesta quarta-feira. 

A paralisação é realizada conjuntamente pelo Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Sindipetro), Fórum dos Sindicatos (petroleiros, professores, portuários, agentes penitenciários, bancários, servidores do INSS, servidores municipais de São Sebastião, professores municipais de Caraguatatuba, estudantes, entre outros) e movimentos sociais.

Greve

Em 2015 houve diversas manifestações e uma greve de 20 dias dias. A paralisação do ano passado também envolvia possíveis vendas de ativos e a privatização da Petrobras e acarretou em um prejuízo de 2,29 milhões de barris de petróleo e 48,4 milhões de metros cúbicos de gás natural.






Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário