Caraguá recebe contação de história sobre Saci com João Acaiabe

O programa acontece na Praça do Caiçara, nesta terça (20), às 10h e às 15h, com o ator do Sítio do Pica-Pau Amarelo e Chiquititas
O ator João Acaiabe vem a Caraguá para o projeto Viagem Literária (Foto: Divulgação)

A 9ª temporada do programa Viagem Literária percorrerá 85 cidades do interior e litoral paulista, levando contadores de histórias para 170 atividades gratuitas nas bibliotecas públicas locais, entre os dias 12 e 30 de setembro. Em Caraguatatuba, o programa acontece nesta terça-feira (20), às 10h e às 15h, na Praça do Caiçara, no Centro. A contação da história “Saci – Lenda, Mito e Poesia” será feita pelo ator João Acaiabe, intérprete dos personagens “Tio Barnabé”, no seriado Sítio do Pica-Pau Amarelo, e “Chico”, o cozinheiro da novela infantil Chiquititas.

Integrado a um conjunto de ações da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para incentivar a produção literária e disseminar o gosto pela leitura no Estado, o programa Viagem Literária vem, desde 2008, promovendo encontros que dinamizam a programação cultural das bibliotecas públicas municipais, contribuindo para transformá-las em centros de convivência multicultural oara a comunidade.

Desde 2012, foram realizadas 970 atividades que tiveram a participação de mais de 108 mil pessoas. Anualmente, dezenas de cidades recebem nomes consagrados para falar de livros, personagens e histórias que estão sendo registradas na literatura brasileira contemporânea. A contação de histórias visa ampliar o contato com a literatura, fora da escola, de uma forma divertida e lúdica. Os contadores transformam cada narrativa em um mundo de imaginação e criatividade, primeiro passo para formar um leitor-cidadão.

A Praça do Caiçara fica atrás do Polo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, nº 72, no Centro. Mais informações: (12) 3897.5661.

João Acaiabe

O ator João Acaiabe se formou na Escola de Arte Dramática da USP em 1970. Desde então vem desenvolvendo trabalhos artísticos reconhecidos pelo público e pela crítica. Recebeu prêmios como Mambembe e Governador do Estado de Melhor Ator pelo espetáculo teatral “Vamos Jogar o Jogo”. Recebeu também o “Kikito” de Melhor Ator no Festival de Cinema de Gramado pelo filme “O dia em que Dorival encarou o guarda”. Foi indicado ao prêmio Moliére de Melhor Ator pela peça “Laços de Sangue”. Participou da histórica montagem da Missa Leiga em 1972. No ano seguinte, em turnê pela África e Portugal, interpretou o personagem Corifeu, substituindo o ator Armando Bogus.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário