Programa promove resgate da fauna e flora na obra da Tamoios

Lei determina que animais e plantas sejam resgatados no entorno da construção para minimizar impactos das obras
Animal resgatado na obra do Contorno é devolvido à natureza (Foto: Divulgação)

Com objetivo de minimizar os impactos gerados pela obra da Nova Tamoios, a construtora Queiroz Galvão promove um programa para resgate da fauna e flora dos entronos da obra. De junho de 2014 a abril de 2016 foram 992 resgates de animais, dos quais 536 no lote 3 e 314 no lote 4. No período observado foram resgatadas 7.629 mudas, sendo 4.992 no lote 3 e 2.277 no lote 4.

No mês que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a bióloga do programa de resgate de fauna, Mayra Aki Yamazaki Rocha, conta que a maior parte dos animais encontrados são anfíbios e répteis por conta da baixa mobilidade. “Quando estão machucados, são encaminhados ao veterinário do programa e depois são realocados na natureza”. Caso o animal necessite de atendimento especializado, vai para centro de tratamento parceiro do programa.

Seguindo os padrões ambientais definidos pela Dersa e pelo governo do Estado de São Paulo, animais de variadas espécies são localizados e resgatados, sendo, sempre que possível, são afugentados de volta ao seu habitat natural.

Já o trabalho com a flora típica da Mata Atlântica requer o resgate e replantio em outras localidades ou são entregues em viveiro de espera e doados para entidades públicas como Parque Estadual e prefeitura.


Dia Mundial do Meio Ambiente

A data é comemorada  todo dia 5 de junho. e foi estabelecida na conhecida Conferência de Estocolmo. O Dia Mundial do Meio Ambiente tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, por muitos, inesgotáveis.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário