Servidores de São Sebastião protestam por aumento salarial nesta terça (17)

Após o prefeito da cidade negar o reajuste, centenas de trabalhadores devem se reunir para a manifestação
Prefeito nega aumento e servidores protestam em São Sebastião (Foto: Divulgação)

Os servidores públicos de São Sebastião preparam uma manifestação por aumento salarial e outros benefícios nesta terça-feira (17). Os trabalhadores devem se reunir em frente ao Paço Municipal, às 16h, e seguir em passeata pelas principais ruas do Centro da cidade.

A mobilização pretende reunir centenas de trabalhadores de vários setores, entre professores, guardas civis e patrimoniais, pajens, médicos, enfermeiros, braçais, entre outros.

O ato foi marcado após o prefeito Ernane Primazzi (PSC) ter negado o reajuste. A caminhada deve terminar na Câmara Municipal e, no mesmo dia, será realizada uma assembleia extraordinária na Praça da Igreja Mariz, às 18h, para decidir as próximas ações da categoria.

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião (Sindserv), a administração municipal está em débito com a categoria desde 2014, somando 22,71% de perda salarial nos últimos três anos. “Nós tentamos todo tipo de negociação e o prefeito continua afirmando que sem o IPTU da Petrobras não pode oferecer nada a categoria, mesmo com a liberação em juízo de mais de R$ 11 milhões da estatal. Temos que dar um basta nesta situação”, afirma a presidente da entidade, Audrei Guatura.

Histórico

A manifestação dos funcionários públicos ficou agendada após uma reunião com a prefeitura, onde Ernane negou o pedido de aumento, no início do mês de maio.

Na ocasião, o administrador afirmou que o valor liberado pela Petrobras não daria para cumprir o reajuste. “A despesa do município está aumentando e a arrecadação caindo. Não vemos uma luz no fim do túnel, nem pra gente e nem pra ninguém. Se parar ou não parar vai continuar do jeito que está. É desgaste à toa”, disse o prefeito.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário