Medina avança no Mundial com nota 10 e manobra histórica

O atleta garantiu a nota máxima com aéreo perfeito, neste sábado (14), na etapa do Rio de Janeiro
Manobra aérea de Medina foi inédita na história do Mundial (Foto: Divulgação)

O surfista Gabriel Medina não começou bem a etapa do Rio de Janeiro do Campeonato Mundial de Surfe, mas na manhã deste sábado (14) conseguiu uma nota 10 com um blackflip (mortal para trás) perfeito. Com ondas de um metro e boa formação, o atleta deu um show na praia do Postinho e venceu o brasileiro Alex Ribeiro com somatória de 19,40 pontos.

O primeiro brasileiro campeão mundial no surfe já havia recebido uma nota alta, com um uma tentativa de giro completo e conseguiu a primeira nota máxima do Mundial em 2016 pela manobra histórica e inédita em todas as edições da competição. A participação de Medina levantou o público presente e garantiu a passagem do surfista para a terceira etapa, que é eliminatória.

O atual campeão mundial, Adriano Souza, o Mineirinho, também passou pela repescagem e venceu o compatriota e campeão brasileiro, Bino Lopes, com somatória de 13 pontos contra 4,96 do rival. Já o líder do ranking, o australiano Matt Wilkinson não teve a mesma sorte e acabou eliminado pelo brasileiro Deivid Silva, que virou a bateria na última onda, somando 14,73 contra 14,50.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário