Ressaca avança e rompe duna de areia em São Sebastião

Ventos fortes também provocaram queda de duas árvores na Costa Sul da cidade 
Barra do Una, em SS, sofre com ressaca do mar (Foto: Divulgação)

Um dos cartões-postais de São Sebastião, o banco de areia na praia de Barra do Una, Costa Sul, foi transformado devido às mudanças climáticas que atingiram o Litoral de São Paulo com chuvas, ventos e o avanço do mar. Com ondas de até três metros, a ressaca na praia de Barra do Una rompeu o banco de areia e as águas do mar se uniram as do Rio Una.

De acordo com o chefe da Defesa Civil de São Sebastião, Carlos Eduardo Santos, não houve feridos, nem problemas como pontos de alagamentos e inundações devido à maré alta. Desde a manhã da quarta-feira (27), Carlão e sua equipe percorrem os bairros da Costa Sul, principalmente os pontos críticos de inundações e escorregamentos para verificar a situação dos locais em função das chuvas, da maré alta e ventos fortes.

Ainda segundo a Defesa Civil, as ondas atingiram cerca de três metros em Barra do Una e chegaram a 3,5 metros na praia de Boiçucanga, mas sem registros de ocorrências. A ressaca que atinge as praias da região ocorre em função de um grande ciclone extratropical que avança por alto mar ao largo do Uruguai e Rio Grande do Sul, segundo dados meteorológicos.

Queda de árvores

Os ventos fortes de até 83 km/h provocaram a queda de duas árvores também na Costa Sul do município. Uma delas, de 18 metros de altura, caiu na Rua Rio Pequeno, em Boiçucanga, atingindo um poste e quase afetou uma residência. A outra, de menor porte, caiu na Rua Ana, em Juquehy, mas não provocou danos.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário