Oficina de cultura africana une debates e vivência de percussão

Aulas são ministradas pela percussionista e socióloga Beth Beli neste sábado (23) em Caraguá
Encontro acontece na Praça do Caiçara, a partir das 18h (Foto: Divulgação)

Um dos nomes mais importantes no estudo da cultura negra no Brasil, a percussionista e socióloga Beth Beli estará em Caraguatatuba neste sábado (23), onde ministra a atividade “Toques dos Orixás”, que acontece gratuitamente das 18h às 21h, na Praça do Caiçara. Promovido pela Oficina Cultural Altino Bondesan, o encontro abordará importantes aspectos culturais africanos, além de oferecer o contato com instrumentos como ilús, alfaias, agogôs, djembes e xequerês.

Beth é criadora do coletivo de tambores “Ilú Oba De Min”, de São Paulo, que reúne 300 participantes que atuam tanto na prática musical quanto nos estudos da cultura africana. O grupo é formado somente por mulheres e oferece orientação em assuntos relacionados ao tema. Além disso, a artista também é mestra de bateria e figura carimbada no meio musical, contribuindo com trabalhos de nomes como Ceumar, Zeca Baleiro e Rita Ribeiro.

Em Caraguá, Beth transmitirá os conhecimentos adquiridos nos anos de pesquisas e vivências. Além disso, a artista também quer ouvir o que os participantes têm a dizer e suas impressões pessoais sobre o tema. Assim, fomentando a troca de experiências, a percussionista pretende abordar questões culturais presentes nas manifestações artísticas de origem africanas.

“Tão importante quanto tocar é entender a origem daquela manifestação, de onde surgiu, quais os significados intrínsecos. Esse conhecimento é fundamental para compreender de fato o que os tambores, as danças e as vestimentas representam . Como gosto de criar pontes com as pessoas, também estarei aberta a ouvir as experiências de cada um e, a partir daí, iniciarmos nosso bate-papo”, explica.

Empoderamento

O conhecimento das raízes africanas, seu histórico e riqueza cultural, é, de acordo com a artista, o caminho para que a mulher negra se reconheça e se valorize. No “Ilú Oba”, Beth coleciona histórias de transformação que aconteceram por meio da exploração da cultura negra.

De acordo com Beth, atividades como a que será desenvolvida neste sábado são de extrema importância para difundir os debates sobre o assunto nas cidades mais afastadas dos grandes centros. “Em mais ou menos três horas de evento a gente consegue plantar uma sementinha que vai ecoando por muito tempo. O interessante é que os participantes saiam do encontro com um olhar mais apurado para as manifestações artísticas da cultura africana”, conclui.

Histórico

Beth iniciou sua carreira em 1987. Especializou-se em arte circense e teatro de rua, apresentando-se em mais de 20 países ao longo de sua carreira. Já atuou como percussionista da companhia teatral Uzina Uzona, do teatro Oficina dirigido por Jose Celso Martinez Corrêa, e atua como facilitadora cultural no ensino da arte de tocar tambores e instrumentações contemporâneas.

Toques dos Orixás
Quando: sábado (23)
Onde: Praça do Caiçara – Centro de Caraguatatuba
Horário: das 18h às 21h
Valor: Gratuito
Mais informações: (12) 3923.4860

Inscrições: http://goo.gl/forms/Xve1FEHFK0

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário