Ilhabela apresenta projeto de marina pública nos Estados Unidos

Também foi confirmado que pelo menos três navios deixarão de operar na costa brasileira na próxima temporada 
Três navios deixam de operar na costa brasileira em 2017 (Foto: Divulgação)

O prefeito de Ilhabela, Antônio Colucci, acompanhado do secretário de Turismo, Harry Finger, apresentaram, nos Estados Unidos, o projeto de construção de uma marina pública e terminal de desembarque. Segundo a administração, a proposta é facilitar as escalas de navios no arquipélago, já que, pelo menos três escalas deixarão de operar na costa brasileira, na próxima temporada.

Durante o evento foi confirmado que pelo menos dois navios da MSC Cruzeiros e um da Costa Cruzeiros não devem mais passar pelo litoral do país em razão do “Custo Brasil”, isto é, os valores praticados para as operações do Brasil.

A construção da marina pública prevê a desapropriação do imóvel do Esporte Clube, na Vila, e foi mostrada na última semana da Seatrade Cruise Global, feira de navios de cruzeiro de Fort Lauderdale, na Flórida. “Este é um projeto que visa fomentar o setor náutico na cidade, gerando novos empregos, e também facilitar a parada de novos transatlânticos”, destacou Colucci.

Aquabus

Apesar de estar suspenso por medida judicial, o Aquabus também foi apresentado na feira. Segundo a prefeitura, as embarcações, que custaram cerca de R$ 5 milhões aos cofres públicos, fará o transporte marítimo entre praias de Ilhabela e também poderia ser utilizado para o auxílio ao desembarque de passageiros de navios. “Têm navios que só param em portos fixos porque não tem o chamado Tender ou Escaler, que são os barcos para o desembarque de passageiros”, apontou o secretário de Turismo. 

Temporada atual

Nesta quarta-feira (23), Ilhabela recebe o navio MSC Splendida. Na quinta-feira (24), o arquipélago terá uma escala do MSC Poesia e no domingo de Páscoa (27), a visita é do navio Splendida. A temporada 2015-2016 termina no dia 27 de abril.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário