Após deslizamento em escola de Juquehy, alunos vão estudar em container

436 alunos do ensino fundamental seguem sem aulas há cerca de um mês
Danos foram causados nas chuvas de 1° de março (Fotos: Divulgação)

As fortes chuvas que atingiram o Litoral Norte no começo de março ainda causam danos na região. Em Juquehy, na Costa Sul de São Sebastião, uma escola foi parcialmente destruída por deslizamentos de terra e 436 alunos do ensino fundamental seguem sem aulas há cerca de um mês. A saída  da prefeitura para o empasse deve ser a alocação das crianças em containers.


A escola municipal Nair Ribeiro de Almeida teve metade das salas de aulas destruídas pelas chuvas no último dia 1° de março e a prefeitura deve instalar seis estruturas provisórias, no terreno da própria escola, para retomada das aulas, até o dia 11 de abril. A contratação dos containers custou cerca de R$ 73 mil aos cofres públicos e duas unidades já foram entregues em Juquehy.
Dois containers já foram entregues em Juquehy

Segundo a mãe de uma aluna que está sem aulas devido ao acidente, Simone Carvalho, apenas duas salas de aula foram interditadas pela Defesa Civil, mas a prefeitura isolou outras oito salas.

Ainda segundo ela, uma escola estadual da cidade cedeu um espaço para os alunos retomarem as aulas, mas as diretoras da escola afetada afirmaram que não querem misturar os alunos mais velhos com os mais novos.

"A decisão acabou afetando todos os alunos do 1° ao 5° ano. Um mês sem aulas é muito tempo e pode atrapalhar o desempenho dos estudantes. Além disso, os containers estão demorando muito para chegar. Se demorar mais um mês como vai ficar o aprendizado dessas crianças? Dizem que a situação é provisória, mas provavelmente vai pelo menos até o fim do ano", desabafou a mãe.

Até o fechamento desta edição, a Prefeitura de São Sebastião não se pronunciou sobre o caso.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário