Dersa promete recuperar ponte da balsa que desmoronou até sexta (13)

Apesar do acesso parcial de caminhões, prefeito de Ilhabela desmente boatos de desabastecimento na cidade
Acidente no terminal de acesso aconteceu na segunda (Foto: Divulgação)
Após o desmoronamento de parte da ponte de madeira que dá acesso à balsa, em São Sebastião, a Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A - divulgou um comunicado oficial, na noite desta terça-feira (10), afirmando que a obra de recuperação deve ser finalizada até sexta-feira (13). O acidente aconteceu na tarde da última segunda-feira (9).
Segundo a nota, a empresa “investe todos os esforços para agilizar a recuperação da ponte do lado de São Sebastião. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até sexta-feira, 13 de novembro”. No comunicado, a Dersa informa, ainda,  que “é importante ressaltar que a passagem de caminhões pela Travessia São Sebastião/Ilhabela não está proibida, desde que os veículos respeitem o limite máximo de peso, que é de 10 toneladas (somando-se o peso do próprio veículo e o peso da carga)”.
Após boatos de que faltaria gasolina e outros insumos em Ilhabela, o prefeito da cidade, Antônio Colucci, afirmou que não há risco de desabastecimento no arquipélago por conta da interdição de parte da ponte de acesso ao terminal de embarque, já que caminhões de menor porte estão atravessando normalmente.  “Temos de deixar claro que não há desabastecimento em nenhum setor. Além disso, tivemos a garantia do Estado que até sexta-feira esta situação será normalizada, com a entrega da nova ponte de acesso no terminal”.
Cobranças ao Estado
Na última sexta-feira (6) foi registrada a quebra de três embarcações da balsa. Neste dia, Colucci conversou por telefone com o secretário de Estado dos Transportes, Duarte Nogueira, sobre a situação do sistema de travessia e na noite de segunda-feira (9), o diretor de Operações da Dersa, Dr. Nilson Baroni, chegou a Ilhabela para tratar dos recorrentes problemas da travessia. 
Segundo Colucci, o diretor de Operações se comprometeu com a recuperação das rampas e também com a aquisição de novos motores para as balsas, limpeza de cascos e outros investimentos. A situação já havia sido alertada ao Governo do Estado em agosto, conforme ofício enviado ao governador Geraldo Alckmin, ao diretor-presidente da Dersa e ao Secretário de Transportes. 
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário