Maridos acusados de ameaçar mulheres com armas são detidos pela PM

Denúncias de agressão em Caraguatatuba terminam na delegacia
(Fotos: PM/Divulgação)

A delegacia de Caraguatatuba registrou neste fim de semana três casos de porte ilegal de arma de fogo, sendo que dois deles envolviam denúncia de agressão contra mulheres. O último ocorreu por volta das 15h de domingo (20), no bairro Canta Galo. Segundo a Polícia Militar, assim que a equipe chegou à casa da Rua Antônio Francisco Peciliari foi abordada pela mulher, E.P.F., 33 anos, que teria contado que além das agressões era ameaçada por arma de fogo.

Teria sido encontrada na casa uma arma de fogo tipo cartucheira que ficou apreendida. O homem, M.M., 41 anos, foi conduzido à delegacia, onde foi registrado o boletim de ocorrência de porte ilegal de arma de fogo e ameaça e liberado em seguida.

O outro caso ocorreu por volta das 16h30 de sábado (19), na Avenida Herman de Faria, no Massaguaçu. A mulher, M.C.O., 46 anos, contou à polícia militar que o marido a teria ameaçado com uma espingarda. O homem, C.H.S., 30 anos, teria contado aos policiais que a arma estaria escondida em um terreno. No local, foi encontrada uma cartucheira Rossi, calibre 32, com numeração apagada, além de 11 cartuchos, sendo dois deflagrados, e potes com pólvora e esferas de chumbo. Neste caso, o acusado permaneceu detido.

Disparo de arma

Ainda no fim de semana, na noite de domingo (20), a Polícia Militar foi acionada para atender uma denúncia de disparo de arma de fogo na Rua Manoel Severino de Castro, no bairro Barranco Alto. Segundo a PM, após contato com os moradores a equipe chegou a casa de J.P.P., 66 anos. O homem autorizou a entrada dos policiais e no local teria sido encontrado um revólver, calibre 38, com seis cartuchos intactos e seis deflagrados. O acusado ficou recolhido na Cadeia Pública de Caraguatatuba.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário