Moradores de São Sebastião devem ter passagem gratuita na saída da balsa

Vereadores de Ilhabela aprovaram isenção da TPA por seis votos a dois
Sebastianenses devem ser isentos da taxa para sair da ilha (Foto: Divulgação)

O projeto da Prefeitura de Ilhabela que permite a isenção do pagamento da Taxa de Preservação Ambiental (TPA) para carros emplacados em São Sebastião foi aprovado pelos vereadores ilhéus, na noite desta terça-feira (25). A legalidade da proposta ainda está em discussão no Tribunal de Justiça, mas passou na Câmara com seis votos favoráveis e dois contrários. 

A ideia da nova lei é oferecer passagem gratuita na saída da ilha para moradores da cidade vizinha, que devem utilizar a mesma cabine dos carros com placas de Ilhabela. O documento segue, agora, para sanção do prefeito Antônio Colucci.

Os vereadores Onofre Sampaio Junior (PROS) e Thiago Santos (SD) votaram contra a proposta. Além disso, a emenda apresentada por Sampaio, de isentar os veículos apenas em dias úteis devido o grande fluxo de carros e os problemas com tráfego aos finais de semana, também foi rejeitada na Câmara, com cinco votos contrários e três a favor.
O vereador Sampaio questionou o projeto. “Não estão se atentando à lei que criou a TPA. Podemos perder a taxa e isso nos custará muito caro. Que contrapartida São Sebastião nos dará se isso acontecer?”, indagou ele. O vereador Thiago também questionou a ideia e o empenho da prefeitura em conseguir isenção para os moradores de Ilhabela. “Espero que o Executivo tenha a mesma postura de empenho em tentar junto ao governo do Estado e órgãos competentes a redução ou a isenção dessa tarifa cara da Dersa que os moradores da Ilha são obrigados a pagar pra entrar na própria cidade”.
Gracinha Ferreira (PSD) e Cleison Guarubela (PRB) justificaram os votos favoráveis após conversarem com moradores e amigos sebastianenses. Gracinha disse ainda que um fato que a fez mudar de posição foi a justificativa dos vereadores sebastianenses, de que a cidade não fica com nenhum valor do ISS recolhido pela Dersa, já que todo o valor arrecadado vai para a sede da empresa no Guarujá. “Eles ficam apenas com o ônus então achei justo mudar meu posicionamento” disse a parlamentar.
O vereador Adilton Ribeiro (PSD) lembrou que esteve na Assembleia Legislativa na semana passada com os deputados Edmir Chedid e Fernando Capez, autor da proposta de fila diferenciada para embarque também em São Sebastião. O parlamentar sugeriu uma ida de todos os parlamentares para cobrar a votação desse projeto. “Temos que mostrar união e força”, declarou ele.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário