Caraguá e São Sebastião recebem oficinas do Programa Petrobras Agenda 21


Iniciativa tem o objetivo de fortalecer os fóruns comunitários e fomentar a sustentabilidade de comunidades do entorno 

Participantes da aula inaugural em Caraguá (Foto: Divulgação)

A Petrobras iniciou em várias regiões do país o ciclo de oficinas de gestão social nas comunidades de abrangência do Programa Petrobras Agenda 21. O objetivo desta segunda fase é fortalecer e fomentar a autonomia dos fóruns comunitários instaurados na primeira etapa. 

As ações contemplam quatro oficinas e um curso de comunicação comunitária, somando 300 horas de capacitação, em 83 cidades de 12 Estados – Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Nos municípios de São Sebastião e Caraguatatuba,as aulas inaugurais ocorreram na segunda (3) e terça (4), respectivamente. Em São Sebastião, as atividades serão realizadas nas segundas e quartas-feiras, na Escola Municipal da Topolândia, e, em Caraguatatuba, nas terças e quintas-feiras, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Dr. Carlos Almeida Rodrigues .

Nessas cidades, as oficinas atenderão cerca de 80 pessoas moradoras das comunidades de abrangência do Programa Petrobras Agenda 21, entre as quais, do Massaguaçu, Pegorelli, Jardim Britânia, Fazenda Serramar, Topolândia e Olaria.

As comunidades abrangidas pelo Programa Petrobras Agenda 21 participarão de quatro oficinas de gestão social: produção textual; empreendedorismo, cooperativismo e economia solidária; elaboração de projetos e estruturação de pessoa jurídica. A capacitação se complementa com o curso de comunicação comunitária, que trará noções básicas de comunicação, técnicas e produção, edição e difusão de informações. Todo o processo de capacitação será entre fim de maio de 2015 e junho de 2016.

Esta segunda fase do Programa busca estimular o desenvolvimento de habilidades e competências dos participantes para que façam a disseminação de novos valores e práticas em seus espaços e contextos sociais. “O objetivo é instrumentalizar a comunidade para conhecer o seu território, buscar autonomia e se integrar melhor aos diversos parceiros dessa iniciativa", diz a gerente de Relacionamento Comunitário da gerência executiva de Responsabilidade Social da Petrobras, Rosane Aguiar.

Segundo ela, este não é um trabalho feito para a comunidade, mas construído com a participação coletiva, com base nas percepções locais. “A partir do olhar de onde o cidadão vive, ele define prioridades e soluções para mudar a história de seu bairro com vistas a um futuro sustentável”, destaca.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário