Após confusão, Caixa marca entrega de casas do Jetuba para sábado

Na manhã desta sexta-feira, várias famílias foram para o residencial buscar chaves, mas tentativa foi frustrada 
Futuros moradores em frente ao residencial (Foto: Cláudio Gomes)

Por Mara Cirino

A entrega das casas populares do Residencial Jetuba “Sylvio Luis dos Santos”, na região norte de Caraguatatuba, se tornou enredo de novela. Depois do sorteio das chaves, em 24 de julho passado, os futuros moradores foram informados da previsão da entrega delas entre os dias 28 e 31 de julho.

Como nada foi feito até o último dia 6, a revolta começou e após muita discussão, a Secretaria de Habitação confirmou que as casas seriam liberadas na manhã desta sexta-feira. Uma contraordem fez com que o cerimonial fosse cancelado e provocou revoltada em quem foi até o local.

No final da tarde de hoje, a Caixa Econômica Federal (CEF), responsável pelo programa Minha Casa, Minha Vida, após dizer mais cedo que não havia data para a entrega, confirmou que as chaves serão liberadas neste sábado (8), às 14h30.

Confusão
Diante de todo esse imbróglio, a secretária municipal de Habitação, Rosa de Fátima Rangel França, disse que foi surpreendida pela CEF na tarde de quinta-feira, após ter corrido para a preparação do cerimonial, informando que não haveria entrega.

“De manhã tínhamos avisados as 500 famílias sobre o processo na sexta pela manhã e quando foi no final do expediente nos informaram que era para suspender tudo. Conseguimos avisar 430 famílias, mas outras 70 não atenderam e foram estas pessoas que apareceram de manhã para se mudar”.

Com a confusão formada, até com a presença de polícia, houve necessidade de intervenção do secretário de Serviços Públicos, Sergio Braz, para falar com as famílias. Uma moradora, que preferiu não se identificar, contou que já havia entregado sua casa porque sabia que a chave seria entregue até o dia 31 de julho. “Não entregaram e agora a gente chega aqui e é essa palhaçada”.

Diante da situação dos moradores que ficaram sem ter pra onde ir, Rosa de Fátima disse que elas seriam abrigada em centros comunitários até a entrega oficial – duas famílias foram para o Jetuba na sexta-feira.

Após comunicado oficial, às 15h30, de que a data de entrega do empreendimento será definida conjuntamente pelos órgãos envolvidos (Poder Público Municipal, banco e Governo Federal), e que assim que estiver definida, a data seria divulgada aos beneficiários selecionados pela prefeitura, duas horas depois chegou a informação, da Superintendência da CEF de que a entrega do residencial será realizada neste sábado. O cronograma das mudanças será feito pela Habitação.
Residencial pronto (Foto: Luis Cava/PMC)

O Residencial
O empreendimento possui 500 unidades habitacionais e faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. A secretária de Habitação, Rosa de Fátima, explicou que as mudanças serão programadas até o dia 31 de agosto porque após a saída de algumas famílias residentes em áreas de risco, os imóveis construídos nesses locais serão demolidos.

As famílias beneficiadas contam com casas geminadas (dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço), com 47,93 m², construídas em lotes de 123 m². Há ainda a reserva de 15 imóveis para pessoas com deficiência. Foram investidos aproximadamente R$ 45 milhões, sendo R$ 35 milhões do Governo Federal e outros R$ 10 milhões do Governo do Estado de São Paulo.


Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário