Três pessoas ficam feridas após queda de pedra na obra do contorno

Defesa Civil interdita obra até retirada de outras famílias em risco e garantia de segurança
Pedra de quase uma tonelada foi parar no terraço (Foto: Sara Vieira/Divulgação)

Por Mara Cirino

Uma pedra de aproximadamente uma tonelada rolou sobre uma casa na tarde desta terça-feira (28) e deixou pelo menos três pessoas da mesma família ferida. O caso foi registrado na Rua Miramar, Travessa da Simião Caldeira, no Morro do Abrigo, região central de São Sebastião. A prefeitura interditou a obra do contorno sul até que os problemas sejam solucionados.

O cunhado das vítimas, Oziel Cristino de Oliveira, 43 anos, contou as vítimas – dois adultos e duas crianças – estavam na casa, por volta das 14h30 quando a pedra rolou, atingiu a parede, passou sobre três pessoas, caiu na sala e foi parar no terraço.

“Minha cunhada estava perto de uma mesa de vidro e teve as pernas atingidas pelos estilhaços”, contou, relatando, ainda, que as crianças também foram feridas. Todos foram levados para o Pronto Socorro Central onde foram medicados e liberados.

“Com certeza eles nasceram de novo”, disse o chefe da Defesa Civil, Carlos Eduardo dos Santos, o Carlão, após ver as condições da casa e por onde a pedra havia passado. “A pedra passou por cima deles”, resumiu.

Diante do ocorrido, as atividades da empresa Queiroz Galvão, responsável pela implantação do Contorno Sul, foram suspensas e a família transferida para um hotel. “Nesta quarta-feira vamos fazer uma vistoria minuciosa as casas e onde houver necessidade outras famílias serão removidas”.

No final da tarde desta terça-feira o prefeito Ernane Primazzi baixou ofício confirmando a interdição da obra , atentando que ela só será liberada após a Dersa e a Queiroz Galvão apresentarem um relatório sobre a causa do acidente bem como um plano de ação com condições ideais de segurança humana e materiais.

“A prefeitura lamenta o acidente e se solidariza com a família, reforçando que todas as medidas necessárias serão tomadas para que os moradores do local sejam assistidos”, diz o documento.  

Em nota, a Queiroz Galvão lamentou o acidente e disse que a companhia está oferecendo todo suporte e apoio necessário. A construtora ressalta que vai reparar os danos materiais, oferecendo à  família uma residência mobiliada e que durante o processo de aquisição de imóvel, os moradores poderão se hospedar em um hotel da cidade.

“Cabe observar ainda que as atividades no local foram interrompidas e a empresa já iniciou os trabalhos de verificação das causas da ocorrência com objetivo de adotar todas as providências para minimizar os riscos de reincidência de acidentes”, conclui a nota.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário