Polícia Militar intensifica ações na Costa Sul

Objetivo é reduzir o índice de criminalidade na chamada área nobre de São Sebastião

Adicionar legenda
Por Mara Cirino

A Costa Sul de São Sebastião é uma das regiões mais procuradas por turistas que gostam de passar feriados prolongados, finais de semana e temporada de verão no Litoral Norte. Nela, estão algumas das praias mais badaladas e também apreciadas pelos frequentadores. Mas junto com moradores, veranistas e turistas, há uma classe que tem tirado o sossego de todos. São os bandidos, ladrões, traficantes, que escolheram alguns desses bairros para morar, se esconder ou mesmo se passar por viajante para tocar o terror.

Com vistas a reduzir a ações dos criminosos, o capitão da Polícia Militar Daniel Lemes Garcia, comandante da 1ª Companhia da PM, em São Sebastião, tem realizado operações com as equipes da Força Tática e Policiamento Ostensivo em pontos já mapeados como reduto de violência.

Segundo o comandante do 2º Pelotão da PM na Costa Sul, tenente Eduardo Gonsales, as ações são sistemáticas e o planejamento conta com levantamento e mapeamento dos criminosos que atuam na região. 

“Este combate à criminalidade já resultou em recentes apreensões de granes quantidades de entorpecentes e captura de criminosos de expressão na nossa região”.

A PM estima que esses dados já serão percebidos no balanço da criminalidade do mês de junho que deve ser divulgado até o fim deste mês.

De janeiro a maio deste ano, foram registrados na área do 2º DP, em Boiçucanga, 88 casos de roubos, 241 de furtos, dois roubos e 10 furtos de veículos. Também foram registrados seis homicídios, inclusive de um policial civil que foi tentar impedir o furto em uma casa na Praia de Juquehy. Os assassinos foram localizados durante ação conjunta da PM e da Polícia Civil.

Em junho, a equipe da Polícia Militar prendeu W.E.S., 19 anos, conhecido como “Casa Branca”, e que estaria envolvido em, no mínimo, 10 roubos a moradores, turistas e comércios de Boiçucanga e região. Com ele teria sido encontrado um revólver calibre 38 e aproximadamente R$ 1,7 mil.

Conforme o comandante da Costa, “o índice de solução de casos chega a 90% e em relação ao crimes de roubo e furto estamos em redução desde janeiro. E no mês de junho foram quase 50% de queda".
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário