Licitação para obra do Hospital Regional, anunciado em 2011, deve sair em agosto

Coordenador de projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento estima que contrato com empresa vencedora seja assinado em novembro

Por Acácio Gomes

A construção do Hospital Reginal do Litoral Norte está próxima de sair do papel. Quatro anos após seu anúncio, o coordenador de projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ricardo Tardelli, estima que o edital deve ser liberado em agosto e o contrato da empresa vencedora, novembro em setembro deste ano.

Anunciado em setembro de 2011 pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), em evento oficial no Vale do Paraíba, o tão sonhado Hospital Regional enfrentou entraves. Primeiro foi o imbróglio da disputa entre os governantes para saber qual cidade abrigaria a unidade: São Sebastião e Caraguá travaram um duelo.

Caraguá venceu a disputa e, no final do ano passado, o Grupo Técnico de Edificações da Secretaria de Estado da Saúde esteve na cidade e vistoriou a área, que foi aprovada pela Câmara. A área está localizada no bairro Pontal Santa Marina e de acordo com informações do Departamento Regional de Saúde (DRT) do Governo do Estado, o hospital será construído com financiamento do Banco BID.

Agora o último obstáculo foi a liberação do projeto por parte dos órgãos ambientais, entre eles, a Cetesb. De acordo com Tardelli, houve um trâmite burocrático para liberação do empreendimento por este estar próximo da Unidade de Tratamento de Gás Natural.

“Tudo isso foi resolvido e o projeto executivo está na Cetesb. Ressaltamos que o projeto foi diferenciado, pois chegará pronto para a licitação, ou seja, evitará os chamados aditivos. A Procuradoria Geral do Estado deve liberar o edital já em agosto e se tudo der certo, o contrato com a empresa vencedora será assinado em novembro”, explica.

Ainda segundo o coordenador, por ter um financiamento do BID, o Hospital Regional terá uma licitação pública internacional. “Estamos prevendo umas das unidades mais modernas do Estado de São Paulo. O Litoral Norte merece esse empreendimento, que deverá ter 24 meses de execução. O prédio, inclusive, terá água de reuso, aquecimento solar, ou seja, tudo sustentável”, comentou.

O investimento inicial previsto é superior aos R$ 100 milhões e o projeto assinado pelo Grupo Técnico de Edificações da Secretaria de Estado da Saúde prevê a construção de seis pavimentos e um heliponto.

O Hospital Regional deve contar ainda com salas de emergência, diagnóstico, administração, apoio logístico, áreas técnicas, unidades de internação, centros cirúrgicos, day clinic, agência transfusional, central de materiais e esterilização, 40 leitos de UTI, três acessos para veículos e um para pedestres, estacionamento para ambulâncias, estacionamento para usuários com 90 vagas, bicicletário e área técnica de apoio.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário