População se divide sobre verba de R$ 1 mi para escola de samba Vila Maria

Em audiência pública, moradores questionam aporte, mas vereadores devem aprovar 
Audiência pública nesta segunda (Foto: Divulgação/CMI)

Por Daniela Malara Rossi

A audiência pública para discutir o aporte de quase R$ 1 milhão para a escola de samba Unidos de Vila Mariarealizada nesta segunda-feira (1°), na Câmara Municipal de Ilhabela, dividiu a opinião dos presentes. A maior parte das pessoas se mostrou favorável à ideia, porém, questões como saúde, mobilidade urbana e saneamento básico foram colocadas em pauta. Moradores questionaram, ainda, a capacidade do município para receber mais turistas na alta temporada, dados os problemas de tráfego de veículos e de balneabilidade das praias, que acontecem nesses períodos, entre outros pontos.

No encontro, o prefeito, Antônio Colucci, apresentou o Projeto de Lei (PL) que prevê liberação de verba municipal de quase R$ 1 milhão para a  agremiação basear seu enredo em Ilhabela. A ideia é levar as histórias e tradições locais para o Carnaval 2016 no Anhembi. Ele defendeu que a estratégia da administração é ampliar o turismo fora de temporada por meio de eventos que já vêm sendo realizados. Colucci disse também que os investimentos nas áreas citadas já possuem verba própria e estão em andamento. "O valor em questão é direcionado, por lei, para divulgação da cidade", explicou ele.

Já o vereador Onofre Sampaio Junior (PROS) se mostrou em dúvida sobre o resultado do projeto para resolver o problema da sazonalidade da cidade, mas admitiu que o documento deve ser aprovado pela Casa de Leis, com a maioria dos votos.

Pesquisa de Percepção cidadã (Imagem: Ibope/Divulgação)
Pesquisa
Outro ponto citado por cidadãos durante a audiência foi o aumento do investimento em saúde. Uma pesquisa realizada pelo Ibope indica que a maior preocupação dos cidadãos ilhéus é a saúde pública. 17% da população afirmou que as drogas são o maior problema do município, enquanto 14% indicou o mau atendimento no hospital. Os dois itens tiveram um crescimento de 5% em relação à ultima pesquisa. Os que apontaram o saneamento básico como pior ponto também chegou aos 14%. A falta de médicos na cidade é a quarta reclamação mais citada e apresentou um aumento de 10% em relação à análise anterior, com 13% dos votos dos entrevistados. 

Outro ponto que chamou a atenção no estudo foi o crescimento da preocupação com a preservação do meio ambiente no arquipélago. Hoje, a maioria da população quer um sistema de controle na entrada de turistas. O número de moradores que acham que a entrada de visitantes deveria ter um mecanismo de controle de acesso saltou de 59% para 66%, o que indica um crescimento de 7%A pesquisa Ibope de percepção cidadã é encomendada pelo Instituto Ilhabela Sustentável a cada dois anos.

Já o Executivo avaliou que o retorno da exposição no Carnaval paulistano será positivo. Segundo Colucci, o desfile deverá atingir até 240 países, o que vai distribuir as visitas ao longo do ano, pois os turistas vão organizar as viagens após o Carnaval. De acordo com o governo, os 65 minutos de desfile na Rede Globo correspondem a um investimento publicitário aproximado de R$ 18,9 milhões, tendo como base a tabela de valores da emissora. Ele respondeu às reclamações e disse que o governo está trabalhando nos gargalos existentes, mas que a cidade não pode perder esta oportunidade de divulgação nacional e internacional.

Escolas locais
As escolas de samba de Ilhabela são favoráveis ao investimento, especialmente por que o projeto prevê como contrapartida oficinas de profissionalização. Para receber a verba, a Vila Maria terá que ministrar aulas sobre alegoria, percussão, adereços e fantasias.

A diretora da Liga das Entidades Carnavalescas de Ilhabela (Leci), Noemi Petarnella, contou que antes as escolas possuíam barracões onde podiam trabalhar e, além disso, geravam empregos. "Esperamos que esta oportunidade levante nossa produção e possamos voltar a gerar renda na cidade por meio do Carnaval local", disse ela.

A Vila Maria foi fundada em 1957 e é uma das mais tradicionais escolas de samba da cidade de São Paulo. O investimento total no desfile deve chegar aos R$ 5 milhões e a apresentação será na sexta-feira de Carnaval.

Samba enredo
Outra exigência da parceria é que haja uma seleção regional para a escolha do samba. Deste modo, as quatro cidades do Litoral Norte poderão concorrer com músicas que tragam Ilhabela como tema. O vencedor vai disputar com outros nove escolhidos em São Paulo e o campeão levará cerca de R$ 70 mil.

Votação
A votação do PL tem 30 dias para ser feita pelos vereadores. A leitura do documento será realizada, oficialmente, nesta terça-feira (2), a partir das 18h, na Câmara Municipal. A proposta já foi aprovada pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário