Pinguins perdidos no Litoral Norte aumentam 79% em 2015

Quase 70 animais já foram resgatados, desde a última semana
Pinguim encontrado em Maresias (Foto: Jorge Mesquita/Divulgação)

Por Daniela Malara Rossi

O número de pinguins resgatados no Litoral Norte cresceu 79% em 2015. Foram registrados 69 salvamentos, feitos pelo Aquário de Ubatuba, desde o início de junho, quando, normalmente, começa o movimento de migração da espécie natural da Patagônia. Deste total, 15 animais morreram e 54 estão em recuperação com a equipe de cuidadores. Em 2014 foram registrados 15 animais durante todo o ano.

O diretor da Associação Brasileira de Oceanografia, Hugo Gallo, explicou que este movimento é natural nesta época do ano, quando os pinguins saem da Argentina em direção a águas mais quentes, para buscar alimentos. Porém, algumas condições podem atrapalhar a migração natural da espécie e aumentar o número de animais que não encontram comida e acabam se perdendo nas praias. 

O oceanógrafo ressaltou que os fatores são bastante variáveis, mas estão ligados, basicamente, a questões climáticas, número de nascimentos de pinguins na colônia de onde são oriundos e a quantidade de alimentos disponíveis na natureza. "Ainda não identificamos com exatidão o que vem ocorrendo este ano, mas a principal causa deste tipo de problema  é a pesca industrial, que interfere diretamente na quantidade e na procriação de espécies de peixes dos quais os pinguins se alimentam. Outra possibilidade é que uma corrente marítima de grande porte esteja carregando os animais para os entornos do Litoral Norte", analisou Hugo.

Em 2008, houve uma desequilíbrio climático que culminou no aparecimento de mais de 600 pinguins no Litoral Norte, entre os meses de junho e outubro, quando eles voltam para casa. De acordo com os responsáveis pelo resgate dos animais, a situação mostra que número de registros deve aumentar este ano e pode acontecer um fenômeno parecido como o de 2008.

Além dos números oficiais, moradores da região afirmam ter encontrado diversos pinguins nos últimos dias. Ademar Souza, 45, que trabalha com turismo marítimo em Ilhabela, contou que já viu diversos animais próximos a costa. "Desde o começo do mês os pinguins estão aparecendo todo dia e viraram mais um atrativo para os turistas. Além disso, vi dois mortos na Praia do Bonete", disse o marinheiro.

Resgate
Diferente dos pinguins do Pólo Sul, esta espécie não gosta do frio extremo. Caso algum animal seja encontrado nas praias, a diretriz dos especialistas é para coloca-lo em uma caixa e acionar a ajuda do Aquário ouvda  Caso o animal ainda esteja na água, não se deve retirá-lo. O sinal de que ele está precisando de ajuda é o fato de pisar em terra, o que significa que ele não consegue mais nadar e está, possivelmente, desidratado e hipotérmico, após uma busca frustrada por alimentos. O número do Aquário de Ubatuba é (12) 3834-1382.





Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário