Pentacampeão de MMA e equipe pedem apoio para torneio internacional

Junior Macaco e mais dois atletas, da Costa Sul de São Sebastião, querem garantir títulos

Por Jessyca Biazini


Mestre Junior Macaco irá competir o mundial em agosto (Fotos: Divulgação)
A equipe de Contato Total de São Sebastião está em uma onda de vitórias e busca apoio para ingressar em novos desafios do MMA. O trio de Boiçucanga, na Costa Sul da cidade, composto pelo pentacampeão nacional Junior Macaco, pelo atual campeão Paulo Lucas, ambos na categoria 65 kg, e por Carlos Henrique, vencedor do brasileiro na faixa dos 57 kg, quer trazer mais títulos para a cidade no torneio internacional que será realizado em agosto deste ano.

Para chegarem aos títulos brasileiros, os atletas venceram as rodadas regionais, estaduais e interestaduais e agora estão com vagas garantidas nas competições internacionais. O mestre Adriano Silva, presidente da Confederação Brasileira de Contato Total, destaca que o caso de Junior Macaco, 30 anos, é especial. “Hoje ele está com 14 vitórias consecutivas por nocaute e é pentacampeão nacional de Contato Total/MMA”, afirma. 


Junior e Paulo após o 8° Bertioga Figth Nigth
“O Junior está em uma fase que nenhum lutador brasileiro quer disputar com ele. Diante desta dificuldade ele passou o cinturão nacional para competir em nível mundial. Agora estamos em busca de atletas internacionais que queiram competir com Junior Macaco. Um lutador da Inglaterra já se dispôs a ingressar no torneio”, completa o mestre 10° Dan de Contato Total.

Adriano Silva explica que o título nacional de Junior ficou à disposição no 8° Bertioga Figth Nigth, torneio oficial no Brasil, Portugal e Chile, que ocorreu no dia 16 de maio. “Nesta disputa Paulo Lucas, 20 anos, venceu de forma expressiva o Maicon Ferreira Lopes, do Grupo Nova União de Belo Horizonte, e conquistou o cinturão. Agora Paulo irá disputar o sulamericano contra um lutador do Chile em agosto”, conta o mestre. 


Carlos Henrique durante o torneio que ocorreu em maio deste ano
Junior conta que Carlos Henrique, 17 anos, entrou como o ‘azarão’ do Figth Night e terminou como a revelação do evento. “Ele ganhou o título brasileiro na categoria 57 quilos após enfrentar um atleta de destaque, Diego Costa, que vem Jiu Jitsu e é de Barra do Sahy, e obteve vitória por nocaute. Carlos fez uma belíssima luta e venceu o lutador que estava uma categoria acima dele”, elogia o Mestre Macaco, 5° Dan de Contato Total.

8° Bertioga Figth Nigth de Artes Marciais foi promovido pela Confederação Brasileira de Contato Total e participaram atletas da Holanda, Lituânia, Irlanda, Inglaterra e Angola.

Evento Internacional

Após o 8° Bertioga Fight Nigth, os três estão classificados para o Grand Prix Combat que será realizado no dia 8, no Espaço Kama Zophi, em Cambury, também na Costa Sul de São Sebastião. No evento, Junior Macaco irá disputar o título internacional na categoria 65 quilos, Paulo Lucas compete pelo sulamericano também na categoria 65 quilos e Carlos Henrique vai em busca do sulamericano na categoria 57 quilos.

Ao todo serão 10 lutas, sendo cinco de MMA para disputa dos títulos mundial, sulamericano e brasileiro e cinco de MuayTay nas categorias 60 e 65 quilos. Segundo Junior, o atleta conhecido internacionalmente e que mora em Bertioga, Osório de Oliveira, já confirmou presença. O Grand Prix Combat ocorre desde 2004 no Brasil e já revelou diversos atletas do Contato Total, como Yuri Vilas Boas e Joel Silva.


Carlos com o cinturão do 8° Figth Nigth
“Precisamos muito de apoio para a disputa de novos títulos. Os atletas têm grande potencial, Junior e Paulo vão chegar invictos ao torneio. Com mais visibilidade, após vencer este campeonato, fica mais fácil de conseguir verba para ‘ir para fora’”, explica o mestre Adriano. 

“Existe uma diferença na carreira do atleta entre ganhar um título internacional no seu país e ir para o outro país e ganhar lá. Se conseguirmos que ele tenha a primeira chance de competir no estrangeiro os caminhos vão se abrir. Se ninguém se mexer ele vai morrer aqui com este potencial”, ressalta o presidente da confederação.

“Hoje estamos em busca de patrocínios e na maioria das vezes conseguimos o apoio para o lanche e o transporte local, mas agora precisamos de mais para ingressar nas competições internacionais. Um torneio como este que estamos organizando precisa desde ambulância, médico - que solicitamos dos órgãos públicos - até dinheiro para as viagens internacionais, estadia, alimentação e pagamentos dos atletas, entre outros gastos”, completa o mestre Adriano.

Os atletas


Hoje Junior conta com o apoio da empresa em que trabalhava como coletor
Os três campeões vêm de projetos sociais. Junior Macaco conta que esse trabalho em categorias de base do Contato Total, vem do princípio de retornar para a comunidade os benefícios que esta prática oferece. “Nosso trabalho tem um cunho social muito forte na nossa comunidade. Não queremos ser só aqueles que sobem no ringue e arrebentam. Nós queremos fazer a diferença na vida das pessoas”.

O mestre Junior Macaco possui o Centro Profissionalizante de Artes Marciais Irmãos Macacos, em Boiçucanga. O espaço é resultado do trabalho voluntário que Junior iniciou há 10 anos no bairro. Hoje o Centro mantém o trabalho social com jovens da comunidade e é custeado principalmente por aulas particulares de artes marciais e apoio de comerciantes da região. O projeto já conta com filiais nas outras três cidades do Litoral Norte.


Junior com outros títulos adquiridos na carreira
Junior conta que começou com lutas de pequena expressão e depois de se graduar faixa preta, em 2013, foi chamado pelo Mestre Adriano para ter oportunidade de disputar títulos. “Atrás do atleta tem uma pessoa íntegra, um cara que trabalhava coletando lixo e lutou para conquistar seu espaço. Hoje faz faculdade de Educação Física e é tido como exemplo pelos jovens da comunidade. Vamos batalhar juntos para ele chegar onde merece”, completa Adriano.

Paulo Lucas nasceu em Roraima mora desde os 4 anos em São Sebastião. O jovem pratica artes marciais desde os 6 anos. Começou no Judô, depois capoeira e entrou para o Contato Total aos 12 anos, quando conheceu o Mestre Junior Macaco. “Estou muito feliz por esta conquista e estamos treinando forte para conquistar os títulos mundiais. O Junior é uma inspiração para todos nós com muita garra e determinação”.

Já Carlos Henrique, o mais jovem do trio, da categoria 57 quilos, vem de um projeto de inclusão para jovens que tiveram problemas sociais. “Estou a aproximadamente dois anos no Centro Irmãos Macacos e conto com a orientação do professor Alberto Henrique Pinheiro, conhecido como “Gordo”. Em poucos meses de preparação conquistei o título interestadual e mês passado o brasileiro. A preparação é intensa para o sulamericano”, afirma Carlos.

Quem ‘plantou a semente’ do Contato Total no Litoral Norte foi o Mestre Adriano de origem portuguesa e que veio para o Brasil em 1975. O presidente mora em São Sebastião há 20 anos e é responsável pelo desenvolvimento de mais de 1,8 mil atletas faixa preta, espalhados pelo Brasil, Chile e Portugal. Está com o Projeto Ativo, que é desenvolvido há 11 anos em Cambury, também na Costa Sul de São Sebastião, e conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo e da prefeitura.

O Mestre Adriano explica ingressou aos quatro anos nas artes marciais, Karatê, e depois passou para o Fuul Contact, até que foi chamado para lutar na guerra em Angola quando tinha 18 anos. “Após a guerra, dei aula em diversos países, como Bélgica e Espanha. Este tipo de luta era antes só para o exército e tropas especiais. Quando foi organizada como luta entre as modalidades esportivas recebeu o nome de Contato Total. Hoje é uma luta reconhecida mundialmente e possuí lutadores mundialmente famosos no MMA”, destaca.

Serviço

Centro Profissionalizante de Artes Marciais Irmãos Macacos. Rua da Pousada, 69, Boiçucanga, São Sebastião. Contato (12) 3865.3393 – www.facebook.com/MestreJuniorMacaco

Projeto Ativo. Rua Marginal, 81, Cambury, São Sebastião. Contato (12) 3865.3946. 

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário