Universitários visitam centro educacional para deficientes visuais em Santos

Com olhos vendados, estudantes praticaram esportes criados para pessoas com deficiência visual

Universitários praticam esportes com olhos vendados (Foto: Alexander Cesar)
Por Alexander Cesar

Alunos do 4° e 5° semestre do curso de Educação Física do Centro Universitário Módulo, em Caraguá, participaram na última quarta-feira (29) de uma visita técnica feita no Centro de Educação e Reabilitação para Deficientes Visuais Lar das Moças Cegas, em Santos, Litoral Sul de São Paulo. A proposta foi feita pela professora Cleide Araripe, e faz parte das atividades realizadas na disciplina de Tópicos da Educação Inclusiva. “Essa experiência que os alunos puderem ter fará com que eles saibam lidar com pessoas com deficiências físicas, e como profissionais de Educação Física poderão atuar com esse público”, acrescentou a professora.

O Lar das Moças Cegas (LMC) é uma instituição que atende cerca de 200 alunos com deficiência visual e aproximadamente 500 pacientes no serviço de Baixa Visão que cuida de pessoas sem a perda total da visão. Na ocasião, os universitários foram recebidos pela designer gráfica da instituição, Mariana Terra, que apresentou todos os espaços do Lar das Moças Cegas e as atividades realizadas no local. “A gente precisa que as pessoas estejam por dentro da realidade  das pessoas que tratamos aqui na instituição. Não adianta inserir o deficiente visual na sociedade, se a própria sociedade não está inserida no mundo do deficiente visual. E esse é o trabalho que realizamos aqui com as visitas”, disse a representante da instituição.

Os estudantes tiveram a oportunidade de vivenciar as teorias e técnicas realizadas pelos profissionais especializados em Educação Inclusiva que atuam na instituição. A primeira experiência foi conhecer o grupo de capoeira do LMC, e logo após as orientações do professor responsável, os universitários tiveram os olhos vendados e praticaram o esporte sem poder enxergar. Em seguida foi a vez do ‘goalball’, esporte criado para deficientes visuais cujo objetivo é arremessar uma bola sonora com as mãos no gol do adversário, nesta experiência os alunos também puderem vivenciar essa pratica esportiva com vendas nos olhos e estar mais próximo da realidade do deficiente visual.

“Toda essa vivência vai me ajudar a conhecer melhor o ritmo de vida dessas pessoas, e se um dia eu vier a ter um aluno com deficiência visual na sala de aula, eu saberei como trabalhar com ele e entender melhor sua situação”, analisou a estudante do 5° semestre, Pauliane Vieira.


O Lar das Moças Cegas é referência nacional em educação e reabilitação para deficientes visuais e possui hoje três unidades e mais de 35 cursos, além de serviços como atendimento educacional, atividades esportivas, atendimento social, atendimento terapêutico, entre outros. Após o termino da visita a professora do curso de Educação Física pretende levar para sala de aula as experiências que os estudantes tiveram neste dia. 

Aluno da instituição Lar das Moças Cegas faz apresentação de capoeira para os universitários (Foto: Alexander Cesar) 
Estudante coloca venda nos olhos para praticar 'goalball' (Foto: Alexander Cesar)
Universitários conhecem as instalações da instituição educacional para deficientes visuais (Foto: Alexander Cesar)
Universitários do litoral chegam ao centro educacional Lar das Moças Cegas (Foto: Alexander Cesar) 
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário