Servidores definem no sábado (16) se aceitam proposta da prefeitura

A categoria vai decidir se mantém ou suspende a paralisação marcada para terça (19)
Reunião foi no gabinete, na quinta (14) (Foto: Sindserv/Divulgação)

Por Mara Cirino

O Sindicato dos Servidores Públicos de São Sebastião (Sindserv) realiza neste sábado (16), a partir das 10h, uma assembleia com os trabalhadores para apresentar uma terceira proposta feita pelo prefeito Ernane Primazzi em relação ao reajuste salarial. O teor dela não foi divulgado.

Com base no resultado, a categoria pode definir que mantém ou suspende a paralisação agendada para a próxima terça-feira (19).

Os sindicalistas se reuniram na última quinta-feira com o administrador municipal que teria apresentado duas propostas de reajuste. Ficou acertado que uma contraproposta será oficializada nesta sexta-feira (15). O sindicato pede 23,63% de reajuste (8,13% de 2014, 7,5% de 2015 e 8% de aumento real), além do reajuste do vale refeição de R$ 16 para R$ 25 e do vale alimentação, passando de R$ 180 para R$ 250..
IPTU
Nesta semana, a presidente do Sindicato dos Servidores, Audrei Guatura, enviou uma nota à imprensa onde contesta a entrevista do prefeito Ernane ao Nova Imprensa dizendo não ter recursos para dar reajuste aos trabalhadores.
Segundo Audrei, em 2013, foram arrecadados R$ 50 milhões. No ano seguinte, esse montante subiu para R$ 56 milhões.

Agora, em 2015, a arrecadação do primeiro bimestre superou a projeção inicial, chegando a R$ 32,4 milhões. Com isso, a tendência é de um novo recorde na arrecadação de IPTU ao final do ano.

Na nota, ela atesta que esses dados podem ser conferidas no portal da transparência e no Boletim Oficial nº 198 e que nos referidos valores não estão contabilizados os pagamentos que a Petrobras faz em juízo, em torno de R$ 70 milhões.

“O Sindserv lamenta que o prefeito falte com a verdade ao tentar justificar a recusa em conceder reajuste salarial aos servidores”, conclui a nota.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário