Nova greve: Trabalhadores do Contorno Sul pedem participação nos lucros

Pagemento foi prometido para semana passada, o que não teria ocorrido
Por Acácio Gomes

Pela segunda vez em menos de um mês, os cerca de 420 trabalhadores da empresa Queiroz Galvão, em São Sebastião, entraram em greve.

A empresa é responsável pela obra do Contorno no trecho que vai desde a divisa de Caraguá até o Porto de São Sebastião.

Os trabalhadores reivindicam pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da empresa e melhoria nos benefícios trabalhistas. A intenção da categoria é a equiparação com os trabalhadores da Serveng, que trabalham na obra do trecho de Caraguá.

Segundo informações, a PLR deveria ter sido paga na última semana. A empresa, porém, não teria cumprido com o acordo e a categoria segue tentando negociação.
A empresa Queiroz Galvão disse em nota que “respeita integralmente a legislação trabalhista e os acordos sindicais regionais vigentes”.

Já os cerca de 800 trabalhadores da empresa Serveng, que também atuam na construção do Contorno,  encerraram a greve. Eles reivindicavam reajuste salarial de 18% e aumento dos benefícios, porém em acordo eles receberão reajuste de 9% e mais o Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) do período, entre outros benefícios.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário