Medina e Filipinho avançam no Mundial de Surfe, no Rio de Janeiro


Brasileiros conseguem boas pontuações na etapa do Rio de Janeiro, apesar das ondas pequenas
Gabriel Medina compete no Rio (Foto: Divulgação)

Por Daniela Malara Rossi

Com o apoio da torcida brasileira nas areias cariocas, os surfistas do Litoral Norte Gabriel Medina e Filipe Toledo começaram bem a briga pelo título do circuito, nesta terça-feira (12). A turma do brazilian storm (tempestade brasileira), como eles são chamados, venceu seis confrontos na Barra da Tijuca, pela etapa Rio do Mundial de Surfe. A disputa colocou o sebastianense Medina e o ubatubense Filipinho direto no Round 3. 

Adriano Toledo, o Mineirinho, atual líder do ranking, encontrou boas posições nas ondas e ficou entre os melhores do dia. Wiggoly Dantas, Ítalo Ferreira e Jadson André também avançaram. Apenas Miguel Pupo não conseguiu avançar e disputará a repescagem no Round 2.

Conforme prometido em entrevista coletiva, acompanhada pelo Jornal Nova Imprensa, o campeão mundial de 2014, se mostrou disposto a recuperar sua posição no ranking mundial, onde esta na 16ª posição, atualmente. Na manhã de hoje, Medina venceu o havaiano Freddy Patacchia e Alejo Muniz, representante catarinense do torneio. Apesar das ondas pequenas, o atleta encontrou dois tubos para a esquerda e se deu bem.


A disputa começou com Wiggoly Dantas, que bateu o favorito e promessa havaiana John John Florence pela terceira bateria do dia. Quem também deu show no Round 1 foi o mito Kelly Slater. O surfista americano avançou com um 9.5 e um 9.77, a maior nota do dia. Filipe Toledo também fez bonito e arriscou belos aéreos nas ondas cariocas. Venceu a 10ª bateria do dia com uma onda 9.7. Miguel Pupo foi o último brasileiro a cair na água hoje e foi derrotado por Julian Wilson, da Austrália.

Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário