Cerca de 800 trabalhadores de obra na Tamoios seguem em greve

A paralisação continua nesta quarta-feira (13) e visa reajuste salarial de 18%
Obras na Tamoios começaram em 2013 (Foto:PMC/Divulgação)

Por Daniela Malara Rossi

Cerca de 800 trabalhadores, que realizam a obra do novo contorno viário da rodovia dos Tamoios, paralisaram os serviços na manhã desta terça-feira (12). O movimento acontece no bairro Rio do Ouro, em Caraguatatuba e, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e Montagem e Industrial (Sintricom), a greve continua nesta quarta-feira (13).

Os funcionários são contratados pela empresa de engenharia e construção, Serveng, e reivindicam melhorias nos benefícios e um reajuste salarial de 18%. A proposta apresentada pelos empregadores, até o momento, foi de 8% de aumento nos vencimentos, mas a negociação não foi aceita pelos trabalhadores, que pedem, também, aumento de 42% no vale-refeição, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e a extensão do plano de saúde para mulher e filhos.

A obra começou no ano de 2013 para criar um acesso alternativo entre Caraguá e São Sebastião e desafogar o trânsito da região. O valor total do projeto é avaliado em R$ 1,8 bilhão.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário