Caraguá tem 4 mortes por dengue hemorrágica e investiga um caso

Foram confirmados 4.719 casos da doença no município e 169 exames resultado


Por Acácio Gomes

A Prefeitura de Caraguá, após receber o resultado oficial da Secretaria Estadual da Saúde, confirmou mais duas mortes por dengue na cidade.

Agora, somente em 2015, suas quatro mortes: um idoso, de 86 anos, morador do Jardim Primavera, que morreu em 26 de março; uma mulher, de 31 anos, moradora do Travessão, que morreu em 15 de março; uma idosa de 63 anos, moradora do Rio do Ouro, que morreu em 21 de março; e uma mulher de 39 anos, moradora do Perequê-Mirim, que morreu no final de janeiro.

Além das quatro mortes confirmadas, a cidade investiga ainda seis casos de morte suspeita. O mais recente foi da professora Rosiane Barbosa de Almeida Souza, de 42 anos, moradora do bairro Barranco Alto.

Segundo informações de familiares, ela deu entrada em um hospital particular de Caraguá na última semana já com sangramento na gengiva. Ela foi transferida para a Casa de Saúde Stella Maris, mas veio a falecer na última quinta-feira (28). No atestado de óbito dela o médico apontou choque cardiogênico, infarto agudo do miocárdio e dengue.

A professora lecionava em na Escola Municipal Joana Alves dos Reis, no bairro do Canto do Mar, Costa Norte de São Sebastião. O corpo dela foi enterrado na última sexta-feira, com a presença de familiares e amigos.
Em nota, a Secretaria de Saúde de Caraguá informou que não há comprovação se a dengue foi a causa da morte da moradora e, por isso, o caso está em investigação.

“A sorologia foi encaminhada ao laboratório do Instituto Adolfo Lutz. A Secretaria Estadual da Saúde é a responsável pela conclusão dos resultados, após a análise do laboratório”, explica em nota.

Números
De acordo com a Secretaria da Saúde, Caraguá tem neste ano 4.719 casos confirmados da doença e ainda aguarda investigação de 169 exames. Foram 14 óbitos notificados na cidade, sendo quatro confirmados após exames, quatro descartados e seis ainda em investigação.
Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário