850 presos do CPD de Caraguatatuba recebem vacina contra a gripe

Campanha iniciou em 4 maio com objetivo de atender 45 mil pessoas na região
CDP de Caraguatatuba (Foto: Divulgação)

Por Mara Cirino

Mais da metade da população carcerária do Centro de Detenção Provisória (CDP), em Caraguatatuba, foi vacinada contra o vírus H1N1, transmissor da gripe. De acordo com a unidade prisional, foram 854 presos, do total de 1.359, e 69 funcionários imunizados. A ação ocorreu no último dia 27 e foi executada pela equipe da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Porto Novo.

Ainda conforme a unidade prisional, só receberam a dose da vacina os detentos que quiseram. Os presos fazem parte do chamado grupo vulnerável, que precisa ser imunizado no início da campanha junto com idosos, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, trabalhadores da área de saúde, indígenas e doentes crônicos com pressão alta e diabetes.

A 17ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe começou no dia 4 de maio com objetivo de atender mais de 45 mil pessoas até o dia 22. Como a meta ficou abaixo do esperado, a imunização prosseguirá até 3 de junho. Em Caraguá, a estimativa é atingir em torno de 18 mil pessoas,

Segundo o Ministério da Saúde, a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonia e de 39% a 75% os índices de mortalidade por influenza. A ação é para evitar complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus, além de reduzir gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias.

Os sintomas da doença são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia; assim como sintomas respiratórios como tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura uma semana e os sintomas sistêmicos persistem por alguns dias. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, e para quem possui alergia relacionada a ovo de galinha e derivados.





Compartilhe no Google+
    Comente com o Blogger
    Comente com o Facebook

0 comentários:

Postar um comentário